A linguagem, o sujeito e o currículo no pós-estruturalismo: reflexões para a prática de leitura em Língua Estrangeira

Cesar Roberto Campos Peixoto

Resumo


Resumo: O objetivo deste artigo é apresentar algumas das possíveis implicações davisão pós-estrutural sobre a linguagem, o sujeito e o currículo para a prática de leitura na sala de aula de língua estrangeira. Iniciamos nosso trajeto fazendo algumas perguntas em relação ao que seja o pós-estruturalismo e apresentando o movimento em relação ao qual a perspectiva pós-estruturalista tece várias críticas e questionamentos: o estruturalismo. Em seguida, expomos as concepções de linguagem e sujeito da perspectiva estrutural, apresentamos os deslocamentos feitos pelo pós-estruturalismo em relação a essas concepções e como se configuraria um currículo de natureza pós-estrutural em vista desses deslocamentos. Feito isso, passamos, então, à exposição de algumas das possíveis implicações que as concepções de linguagem, sujeito e currículo presentes no pós-estruturalismo podem ter para a aula de leitura em língua estrangeira.

Palavras-chave: linguagem, sujeito, currículo

 

Abstract:The objective of this article is to present some of the possible implications of the post-structural view on the language, the subject, and the curriculum for the practice of reading in the foreign language classroom. We start by making some questions about what the post-structuralism can be and presenting the movement which was the target of poststructuralism’s criticism: the structuralism. Next, we present the structuralism’s conceptions of language and subject, the displacements done by the post-structuralist perspective in relation to those conceptions, and then we make some comments on how the nature of a poststructuralist curriculum would be. Finally, we concentrate on some of the possible effects of post-structuralism´s conceptions of language, subject, and curriculum on the foreign language reading classroom.

Key-words: language, subject, curriculum


Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Inês Lacerda. Vigiar e punir ou educar. Revista Educação, São Paulo, n.3, p. 26-35, 2007.

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem. Tradução Michel Lahud & Yara Frateschi Vieira. 12. ed.São Paulo: Hucitec, 2006, p. 71-92.

CANAGARAJAH, Suresh A. Introduction. In Redefining the Local in Language Policy and Practice. Oxford: Oxford University Press, 2005, p. xiii- xxx.

CARLSON, Dennis; APPLE, Michael W. Teoria educacional em tempos incertos. IN: HYPOLITO, Álvaro M.; GANDIN, Luís A. (orgs). Educação em tempos de incerteza. Tradução Helena Beatriz Mascarenhas de Souza (cap. 1 e cap. 3). Belo Horizonte: Autêntica, 2000, p. 11-57.

CHERRYHOLMES, Cleo H. Um projeto social para o currículo: perspectivas pósestruturais. IN: SILVA, Tomaz Tadeu da (org). Teoria educacional crítica em tempos pós-modernos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993, p. 143-172.

CORAZZA, Sandra M. O que quer um currículo: pesquisas pós-críticas em

educação. Petrópolis: Vozes, 2001.

DERRIDA, Jacques. Auto-imunidade: suicídios reais e simbólicos. IN: BORRADI,

Giovanna. Filosofia em tempo de terror. Diálogos com Habermas e Derrida.

Tradução Roberto Muggiati. Rio de Janeiro: Zahar, 2004, p. 95-145.

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. Rio de Janeiro: Forense, 1986.

GIROUX, Henry A. O pós-modernismo e o discurso da crítica educacional. IN:

SILVA, Tomaz Tadeu da (org). Teoria educacional crítica em tempos pósmodernos.

Porto Alegre: Artes Médicas, 1993, p. 41-69.

HERMANN, Nadja. Racionalidade e tolerância no contexto pedagógico. IN:

FÁVERO, Altair A.; DALBOSCO, Cláudio A.; MARCON, Telmo. (org). Sobre

filosofia e educação: racionalidade e tolerância. Passo Fundo: Ed. Universidade de

Passo Fundo, 2006, p. 123-142.

MARQUES, Amadeu; TAVARES, Kátia. New Password: read and learn 5. São

Paulo: Ática, 2002, p.40.

_________________. New Password: read and learn 8. São Paulo: Ática, 2002, p.

OGIBA, Sonia M. M. A produção do conhecimento didático e o pósestruturalismo:

potencialidades analíticas. IN: VEIGA-NETO, Alfredo J. (org).

Crítica pós-estruturalista e educação. Porto Alegre: Sulina, 1995, p. 231-244.

ORLANDI, ENI P. Análise de discurso: princípios e procedimentos. 3.ed.

Campinas, SP: Pontes, 2001, p. 45-50.

OZMON, Howard A; CRAVER, Samuel M. Fundamentos filosóficos da educação. 6.ed. Tradução Ronaldo Cataldo Costa. Porto Alegre: Artmed, 2004, p. 337-365.

PINAR, William F. et al. Understanding curriculum: an introduction to the study of historical and contemporary curriculum discourses. New York: Counterpoints, 2004, p. 450-491.

POURTOIS, Jean-Pierre; DESMET, Huguette. A educação pós-moderna.

Tradução Yvone Maria de Campos Teixeira da Silva. São Paulo: Loyola, 1999, p.19-47.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. 2.ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2005, p. 111-124.

SILVA, Tomaz Tadeu da. O projeto educacional moderno. IN: VEIGA-NETO, Alfredo J. (org). Crítica pós-estruturalista e educação. Porto Alegre: Sulina, 1995, p. 245-260.

VEIGA-NETO, Alfredo J. Foucault e a educação. 2.ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

VEIGA-NETO, Alfredo J. Michel Foucault e a educação: há algo de novo sob o sol? IN: VEIGA-NETO, Alfredo J. (org). Crítica pós-estruturalista e educação. Porto Alegre: Sulina, 1995, p. 9-56.

WALLACE, Catherine. Critical Literacy Awareness in the EFL Classroom. IN: FAIRCLOUGH, Norman (org). Critical language awareness. Londres; Nova Iorque: Longman, 1992, p. 59-92.

WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e

conceitual. IN: SILVA, Tomaz Tadeu da (org). Identidade e diferença: a

perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2000, p. 7-72.




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i01p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional