A Memória do Deserto

Luciane Alves Santos

Resumo


Resumo: A partir da obra Deserto (1980), de J.M.G. Le Clézio, tentarei apontar a retomada do narrador clássico, benjaminiano, no romance pós-moderno, sua função na construção da memória identitária e na constituição dos relatos que conferem autoridade ao narrador. Nessa obra, observa-se em determinadas passagens a reconstituição da oralidade, isso se deve à necessidade de enfatizar a relevância das tradições como forma de resgatar a identidade de um povo que passou pelos dissabores da guerra e do violento processo de colonização.

Palavras-chave: identidade, memória, J.M.G. Le Clézio

 

Abstract: Based on the novel Desert (1980), written by J.M.G. Le Clézio, I will try to point out the return to the classical narrator in the postmodern romance, its function in the construction of the identity memory and in the constitution of the narratives that give authority to the narrator. We can observe in certain parts of that book the reconstitution of the orality, used to emphasize the relevancy of the traditions as a form of recovering the identity of a nation that faced the misfortune of a war and the violent process of colonization.

Key words: identity, memory, J.M.G. Le Clézio


Texto completo:

PDF

Referências


ARRIGUCCI, D. Jr. Enigma e Comentário. São Paulo: Cia das Letras, 1987.

BENJAMIN, W. O narrador. Considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: Obras escolhidas. vol.1. Magia e técnica, arte e política. Ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1985.

BENJAMIN, W. Experiência e Pobreza. In: Obras escolhidas. vol.1. Magia e Técnica, Arte e Política. São Paulo: Brasiliense, 1985.

BORGOMANO, M. Désert J. M. G. Le Clézio, Colletion Parcours de Lecture. Paris: Bertrand Lacoste, 1992.

CAMARANI, A.L.S. A poesia do deserto. 2004. Disponível em http://www.evora.net/comparada/VolumeI/APOESIADO

DOUCEY, B. Profil d’une oeuvre: Désert Le Clézio. Paris: Hatier, 1994.

GAGNEBIN, J. M. História e narração em Walter Benjamin. São Paulo: Perspectiva, 1999.

GENETTE, G. Discurso da narrativa. Trad. F.C. Martins. Lisboa: Vega, s.d.

______. Figures III. Éditions du Seuil, Paris, 1972.

______. Palimpsestes - La littérature au second degré. Éditions du Seuil, Paris, 1982.

LE CLÉZIO, J.M.G. Désert. Paris: Gallimard, 1980.

______. Deserto. São Paulo: Brasiliense, 1987.

LEITE, L. C. M. O foco narrativo. São Paulo: Ática, 1985.

PRAXEDES, W. Oralidade e cultura popular na escrita de José Saramago, 2003. Disponível em http://www.espacoacademico.com.br/035/35wpraxedes.htm.

SANTIAGO, S. O narrador pós-moderno. In: Nas malhas das Letras. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i01p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional