Tradução e compreensão do entorno: discursos deslocados e o problema das cidades modernas

Josyane Malta

Resumo


Resumo: Nesse estudo, discutiremos o tema da cidade moderna levando em consideração o sujeito enquanto leitor do espaço urbano que o envolve. Ao considerarmos que, como estratégia de leitura, a cidade é metaforizada, pensaremo-la como uma tessitura de muitos textos, onde não mais há um só centro, mas, ao invés disso, uma multiplicidade de discursos que se encontram. Esses discursos são constantemente interpretados, uma vez que lidos por quem habita as cidades. Essa leitura dos centros urbanos faz com que o sujeito moderno fique deslocado, uma vez que nem se pode traduzir o discurso da cidade em sua totalidade, tampouco interpretar a si como sujeito participante de algum dos discursos enunciados pelos grandes centros urbanos. Como corpus literário, trabalharemos com a obra A trilogia de Nova York, de Paul Auster, especificamente, o conto primeiro que é intitulado "Cidade de vidro".

Palavras-chave: Cidade; tradução; Paul Auster.

 

Abstract: In this article, we will discuss the theme of the modern city, considering the subject as a reader of the urban environment. Taking in account that the city is metaphorized, we will think about it as a tessitura of many texts, where there is not just one center, but a multiplicity of discourses that converge and that are constantly interpreted as they are read by the city's inhabitants. This reading of the urban centers leads to a dislocated modern subject, once he is not able to translate the city’s discourse in its totality, or regard himself as a subject that participates in some of these big urban centers’ discourses. Our literary copus consists of the book “The trilogy of New York”, by Paul Auster, more specifically the first short-story entitled “City of Glass”.

Keywords: city; translation; Paul Auster.


Texto completo:

PDF

Referências


AUSTER, Paul. "Cidade de vidro". Trad. Rubens Figueiredo. In: A Trilogia de Nova York. São Paulo : Planeta De Agostini, 2003.

BENJAMIN, Walter. "A tarefa-renúncia do tradutor". Trad. Susana Kampff Lages. In: HEIDERMANN, Werner (org.). Clássicos da teoria da tradução. Florianópolis : UFSC, Núcleo de tradução, 2001. (p.139-153)

BRADBURY, Malcolm. "As cidades do modernismo". Trad. Denise Bottmann. In: Malcolm Bradbury e James McFarlane (org.). Modernismo: guia geral 1890 - 1930. São Paulo : Companhia das Letras, 1989.

CALVINO, Italo. "Exatidão". In.: Seis propostas para o próximo milênio. 3. ed. Trad. Ivo Barros. São Paulo : Companhia das Letras, 2003.

GOMES, Renato Cordeiro. "A cidade, a literatura e os estudos culturais: do tema ao problema". In. Ipotesi - revista de estudos literários. v. 3, n. 2, jul./dez. Juiz de Fora : EDUFJF, 1999.

_____. Todas as cidades, a cidade: literatura e experiência urbana. Rio de Janeiro : Rocco, 1994.

OLIVEIRA, Bernardo Barros Coelho. "Leitura irônica do texto urbano. Apontamentos sobre uma frase de Walter Benjamin, à luz de Poe e Auster. In: Ipotesi - revista de estudos literários. v. 8, n. 1 e 2, jul./dez. Juiz de Fora : UDUFJF, 2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional