A intertextualidade entre A vida e as opiniões do cavalheiro Tristram Shandy e A rainha dos cárceres da Grécia

Kellen Millene Camargos, Zênia de Faria

Resumo


Resumo:

Este trabalho estudará o romance A rainha dos cárceres da Grécia (1976), do autor brasileiro Osman Lins, e uma das obras que ele cita, o romance A vida e as opiniões do cavalheiro Tristram Shandy (1998), do autor irlandês Laurence Sterne. Buscaremos destacar as relações entre eles no que se refere à assimilação de estratégias narrativas. Para observar as relações entre as duas obras, recorreremos a textos de Mikhail Bakhtin (1981 e 2010).

Palavras-chaves: Intertextualidade, Dialogismo, Estratégias narrativas.

 

Abstract:

This paper will examine the novel A rainha dos cárceres da Grécia (1976) written by the Brazilian author Osman Lins, and one of the works he cites, the novel The Life and Opinions of Tristram Shandy, Gentleman (1998), written by the Irish author Laurence Sterne. We seek to highlight the relationship between them with respect to the assimilation of narrative strategies. As a theoretical support  to observe the relationship  between  the two novels, we will use texts by Mikhail Bakhtin (1981 and 2010).

Keywords: Intertextuality, Dialogism, Narrative strategies.


Texto completo:

PDF

Referências


ALIGHIERI, D. A divina comédia. Trad. Hernâni Donato. São Paulo: Abril Cultural, 1979.

BAKHTIN, M. M. Problemas da poética de Dostoievski. Trad. Paulo Bezerra. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 1981.

_______. A cultura popular na Idade Média e no Renascimento: o contexto de François Rabelais. Trad. Yara Frateschi Vieira. São Paulo: Hucitec, 2010.

CARROLL, L. Alice no país das maravilhas. Trad. Rosaura Eichenberg; Ísis Alves. Porto Alegre: L&PM Pocket, 2010.

COMPAGNON, A. O trabalho da citação. Trad. Cleonice P. B. Mourão. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 1996.

DOSTOIÉVSKI, F. M. Crime e castigo. Trad. Natália Nunes e Oscar Mendes. Porto Alegre: L&PM Pocket, 2009.

ENDE, M. A história sem fim. São Paulo: Martins Fontes, 1990.

FIGUEIREDO, M. do C. L. Osman Lins: o escritor-leitor de A rainha dos cárceres da Grécia. In: ALMEIDA, H. (Org.). Osman Lins: o sopro na argila. São Paulo: Nankin Editorial, 2004.

LINS, O. A rainha dos cárceres da Grécia. São Paulo: Melhoramentos, 1976.

ORLANDI, E. P. Discurso e leitura. 5. ed. São Paulo: Cortez; Campinas: Editora da Unicamp, 2000. (Passando a limpo).

PAES, J. P. Sterne ou o horror à linha reta. In: STERNE, L. A vida e as opiniões do cavalheiro Tristam Shandy. Trad. e notas José Paulo Paes. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

PERRONE-MOISÉS, L. A intertextualidade crítica. In: JENNY, L. et al. Intertextualidades. Tradução da revista Poétique 27. Coimbra: Almedina, 1979.

_______. Flores da escrivaninha: ensaios. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

STERNE, L. A vida e as opiniões do cavalheiro Tristam Shandy. Trad. e notas José Paulo Paes. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional