Impactos da Retração Econômica nos Indicadores da Condição Financeira dos Estados Brasileiros

Andreza Cristiane Silva de Lima, ALDEMAR DE ARAÚJO SANTOS, LUIZ CARLOS MARQUES DOS ANJOS, ALEXANDRE CÉSAR BATISTA DA SILVA

Resumo


A condição financeira governamental, seja esta, classificada como boa ou ruim, é uma informação demandada por qualquer nível de governo (União, Estados e municípios), pois é com base nessas comunicações que as decisões cabíveis devem ser tomadas pelos gestores públicos em relação a como devem ser conduzidos os recursos da entidade nos momentos futuros. Sendo assim, este estudo tem como objetivo avaliar os impactos da retração econômica nos indicadores da condição financeira dos Estados brasileiros, no período de 2014 a 2017. Para tanto, realizou-se de uma pesquisa quantitativa, de natureza exploratório-descritiva, contemplando os 27 (vinte e sete) entes federativos. A pesquisa  empregou os onze indicadores de condição financeira propostos por Wang, Dennis e Tu (2007), cujos dados foram coletados do Balanço Patrimonial e Balanço Orçamentário, documentos esses traídos do site do Siconfi, sendo a análise viabilizada por meio do software SPSS versão 20. Os principais achados mostram que durante o período avaliado, quando os indicadores da categoria Solvência de Caixa passaram por modificações, os reflexos foram sentidos por pelo menos um indicador das categorias Solvência Orçamentária e Solvência de Nível de Serviço. Essas duas últimas também mostram-se associadas, tendo em vista que das alterações ocorridas entre os indicadores da Solvência Orçamentária, os impactos foram observados em pelo menos um dos indicadores da Solvência de Nível de Serviço. Para os indicadores da categoria Solvência de Longo Prazo, os reflexos das modificações permaneceram entre o referido grupo. Este estudo contribuiu para mostrar que existem métricas criadas no âmbito acadêmico que podem auxiliar gestores públicos no processo de verificação do andamento das finanças públicas, pois, dentre as funções dos indicadores, está a de mostrar, antecipamente, eventos econômico-financeiros que podem vir a acontecer na entidade, e assim, o gestor poderá tomar as medidas cabíveis para evitar determinadas situações críticas.

Texto completo:

ARTIGO

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Organização:

Centro de Ciências Sociais Aplicadas

Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis - PPGCC/UFPE