Análise comparativa entre modelos de criação de valor: EVA x CFROI

Luciana Alencar Firmo Macedo, Ingrid Laís de Sena Costa

Resumo


O presente estudo teve como objetivo realizar uma análise comparativa entre o poder explicativo obtido pelos modelos EVA® e CFROI®, com relação ao valor de mercado das empresas que compõem o índice IBRX Brasil da BM&FBovespa, avaliando qual dessas medidas está mais relacionada com a criação de riqueza para os acionistas. De acordo com Nakamura (2001) o uso desses modelos, possibilitam uma melhor visão para a tomada de decisões estratégicas para o longo prazo e a visualização explícita dos custos de capital empregados pelas empresas. Para isso, foi analisada uma amostra de 54 empresas, entre o período de 2010 a 2015. Foram utilizadas regressões estimadas com base no método dos mínimos quadrados ordinários (Polled), as quais testaram a relevância da informação para criação de valor obtido através de cada metodologia, do EVA® e do CFROI®, analisados em conjunto com outros indicadores de desempenho tradicionais, com o intuito de explicar o valor de mercado. Sendo assim, através dos resultados encontrados percebe-se que em média o EVA® e o CFROI® apresentam-se negativos, representando que uma parte significativa das empresas não criaram valor, do ponto de vista econômico. Os resultados encontrados na correlação entre as medidas de desempenho, de criação de valor e o valor de mercado evidenciaram que todas as variáveis são relacionadas positivamente, e as que apresentaram maior correlação foram o ROA e o NOPAT, além desses últimos explicarem melhor a composição do valor de mercado das companhias, diferentemente das outras medidas utilizadas. Já o EVA® e o CFROI® apresentaram uma correlação fraca com o valor de mercado. 


Texto completo:

Artigo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Organização:

Centro de Ciências Sociais Aplicadas

Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis - PPGCC/UFPE