CARACTERIZAÇÃO DAS PRINCIPAIS FEIÇÕES SUPERFICIAIS DE FUNDO E EM SUBSUPERFÍCIE NO LIMITE SUDOESTE DA BAÍA DE MACAPÁ, CANAL DO NORTE, RIO AMAZONAS

Marcos Vinícius da Silva BARROS, Marcelo ROLLNIC, Fábio Kiyoshi WATANABE

Resumo


A Baía de Macapá, por estar inserida a zona de médio estuário do Rio Amazonas, apresenta vestígios de alterações morfológicas diferenciadas pela forte dinâmica em um curto intervalo de tempo. O reflexo de tais alterações pode ser observado nas modificações morfoestruturais presentes no leito e subsuperfície. A análise dos perfis sísmicos em alta resolução pelo intervalo de frequência de 0,7 kHz a 12,0 kHz revela que as características apresentadas nas formas de fundo desencadeiam os processos modeladores do padrão de reflexão observados nos refletores em subsuperfície. Através desta relação foi possível identificar a predominância de cinco formas de fundo, quatro unidades estruturais e cinco sismofácies com o destaque para a identificação de uma feição de paleocanal. Observou-se que as variações morfológicas do leito são influenciadas pela constante atuação dos processos hidrodinâmicos e sedimentares ocorrentes periodicamente e vice-versa, corroborando para correlação entre as feições superficiais de fundo e as feições em subsuperfície.

Palavras-Chave: Morfologia, formas de fundo, sismofácies, paleocanal.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v45i1.15197

Apontamentos

  • Não há apontamentos.