AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES AMBIENTAIS DO ESTUÁRIO DO RIO CARRAPICHO (Itamaracá-PE): BIOMASSA FITOPLANCTÔNICA E HIDROLOGIA

Natali Ferreira CASTRO, Fernando Antônio do Nascimento FEITOSA, Manuel de Jesus FLORES MONTES

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo principal avaliar as condições ambientais do estuário do rio Carrapicho (ItamaracáPernambuco-Brasil). As amostras de água foram coletadas em três estações, mensalmente, no período de março/07 a fevereiro/08, com garrafas de Niskin, na superfície, em baixa-mar e preamar diurnas. A pluviosidade anual durante o período amostrado variou de 25,6a 390,8mm; a profundidade de 2,6 a 25m; a temperatura variou de 26 a 31°C; a transparência de 1,0 a 3,5m; a salinidade de 20,2 a 38,2; o oxigênio dissolvido de 2,2 a 6,2 ml/L; o percentual de saturação do oxigênio de 48,4 a 105,5%; pH variou de 7,8 a 8,8; a amônia de 0,01 a 0,16 µmol/L; o nitrito de 0,01 a 0,22 µmol/L; o nitrato de 0,06 a 12,04 µmol/L; o fosfato de 0,01 a 1,9 µmol/L; o silicato 1,3 a 47 µmol/L; o material particulado em suspensão de 3 a 63mg/L; Clorofila a de 2,3 a 40 mg.m-3. O rio Carrapicho caracterizou-se como sendo do tipo litorâneo de planície, de baixa capacidade de transporte de sedimento, com regime de salinidade variando de polihalino a euhalino e ainda isento do processo de eutrofização.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v42i1.22506

Apontamentos

  • Não há apontamentos.