SCREENING FOR ANTIOXIDANT CAPACITY OF TROPICAL REEF SEAWEEDS: PROSPECTION FOR NEW NATURAL ANTIOXIDANTS

Juliane B VASCONCELOS, Edson Regis Tavares Pessoa Pinho de VASCONCELOS, Patrícia S BEZERRA, Adilma de Lourdes Montenegro COCENTINO, Fungyi CHOW, Daniela MAF NAVARRO, Mutue T FUJII

Resumo


O screening da capacidade antioxidante pode ser uma ferramenta útil, rápida e prática para identificar espécies de macroalgas marinhas potenciais para futuros estudos de prospecção. Apresentamos o primeiro screening da atividade antioxidante de 11 macroalgas marinhas representativas da região entremarés de recifes de Pernambuco, Nordeste do Brasil, especificamente extraídas com diclorometano:metanol. Cinco diferentes ensaios in vitro (DPPH, ABTS, Quelante de metais, FRAP e FolinCiocalteu) foram escolhidos para avaliar a atividade antioxidante. Todas as espécies estudadas apresentaram um padrão antioxidante dose-dependente e elevada capacidade, mesmo em baixas concentrações de extrato. Ambientes recifais são ecossistemas estressantes, os quais impõem extremas condições abióticas, resultando em macroalgas marinhas adaptadas, com extrema competência para gerir o estresse oxidativo nesses ambientes. As macroalgas pardas estudadas foram as mais proeminentes junto com as verdes, reforçando a recomendação de estudos de prospecção destas espécies como fontes de antioxidantes naturais para aplicações funcionais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v45i2.231728

Apontamentos

  • Não há apontamentos.