Gastrópodes abissais do plato marginal de Pernambuco, Brasil – Atlântico Sul Ocidental

José Carlos Nascimento de BARROS, Franklin Noel dos Santos, Isaíras Pereira PADOVAN

Resumo


Informam-se os resultados sobre o estudo taxonômico dos moluscos abissobênticos obtidos sobre diferentes tipos de substratos móveis: lama calcária, lama arenosa e sedimentos orgânicos biodetríticos (vasa de foraminíferos e cascalho de pterópodes), dragados do Platô de Pernambuco pelo Navio Oceanográfico Almirante Câmara em agosto de 1976. A triagem do material foi feita após o peneiramento dos sedimentos sob água corrente em “mesh tyler” de variadas dimensões de malha sendo as conchas identificadas sob microscópio eletrônico de varredura após metalização com ouro. A análise de 15 exemplares possibilitou o reconhecimento de seis espécies de gastrópodes muito raros ou ausentes de citação para o Brasil. Acrescenta-se a distribuição geográfica desconhecida a informação da ocorrência dessas espécies para as seguintes coordenadas e profundidades: Anatoma aedonia (Watson, 1886), Solariella actinophora Dall, 1890 e Brookula conica (Watson, 1885), em 08º25’01’’ S, 34º19’01’’ W, a 1713 metros; Benthonella gaza Dall, 1889, em 07º40’08’’ S, 34º11’07’’ W, a 2994 metros; Benthobrookula powelli e Benthobrookula lamont Clarck, 1961 em 08º25’15’’ S, 34º19’01’’W, a 1713 metros. O material foi obtido com o apoio da Marinha do Brasil e do Laboratório de Geologia Marinha- LAGEMAR da Universidade Federal Fluminense

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v29i1.2838

Apontamentos

  • Não há apontamentos.