Cephalochordata do Estuário do Rio Paripe, Itamaracá, Pernambuco.

Marcos S Souto ALVES, Ana Carolina B LINS-E-SILVA, Luiz Augustinho Menezes da SILVA, Leonardo César de Oliveira MELO

Resumo


São apresentados os resultados dos estudos sobre a taxonomia e bioecologia dos Cephalochordata procedentes de coletas diurnas e noturnas no estuário do Rio Paripe na Ilha de Itamaracá, PE – Brasil (7º 48' S e 34º 51' W), no período de janeiro a agosto de 1994. Registra-se pela primeira vez para a costa do Estado de Pernambuco a espécie Branchiostoma platae Hubbs, 1922, única espécie identificada no presente estudo. A biometria dos indivíduos indicou um comprimento médio de 38.5mm e peso médio de 0.145g. Indivíduos maiores e com maior desenvolvimento gonadal foram observados no período seco, enquanto que o maior número de formas jovens foi encontrado no período chuvoso. Branchiostoma platae é filtrador de microalgas, principalmente diatomáceas. A espécie habita sedimento de granulometria média a grosseira, com acentuada fração de artículos de Halimeda. A salinidade da água apresentou média de 17,7‰ e 4,2ml/L de oxigênio dissolvido. Palavras chave: Cephalochordata, Branchiostoma platae, anfioxo, Rio Paripe.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v29i2.3029

Apontamentos

  • Não há apontamentos.