Estudo Preliminar da Bioincrustação Sobre Substratos Naturais, como Indicador de Impacto na Região do Complexo Portuário De Suape-PE.

Andréa Karla Pereira da SILVA, Elga Miranda MAYAL, Rosa de Lima Silva MELLO, Múcio Luiz Banja FERNANDES

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo identificar a composição faunística e florística incrustantes do recife arenítico da região do Porto de Suape, PE, bem como acompanhar o desenvolvimento desses grupos sobre este tipo de substrato, analisando o processo de sucessão ecológica do mesmo, sob as condições ambientais ao qual estão expostos. Este estudo foi realizado durante o período de julho a dezembro de 1998, através do acompanhamento bimestral da recolonização sobre uma superfície recifal previamente preparada, com dimensões e posicionamento predeterminados, em regiões do mediolitoral. Durante os seis meses de acompanhamento, observou-se que os primeiros macrocolonizadores estiveram representados pelas algas filamentosas verdes e pardas, com desenvolvimento significativo nos pontos sujeitos a períodos de inundação mais prolongados, e com baixa taxa de sedimentação (porção externa e média do recife). Nos pontos localizados na porção interna do recife, não foram identificados nenhuma evolução nas incrustações, devido às elevadas taxas de sedimentação ocasionadas pelos processos de dragagens no interior da baía de Suape por ocasião da ampliação do seu Complexo Portuário. Palavras chave: Bioincrustação, recifes, sucessão ecológica, bentos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v29i2.3030

Apontamentos

  • Não há apontamentos.