Stomatopoda e Decapoda Anomura da Plataforma e Talude Continental do Nordeste do Brasil

Aline do Vale BARRETO, Tereza Cristina dos Santos CALADO, Cileide Maria Acioli SOARES, J. S. ARAÚJO

Resumo


Crustacea Stomatopoda e Anomura (Paguridea, Galatheidea, Hippidea) foram coletados na plataforma e talude continental do Nordeste brasileiro (04º 05 ' a 07º42 ' S - 34º43 ' a 37º35 ' W) para avaliar sua diversidade taxonômica e sua distribuição. Amostragens foram efetuadas durante o Joint Oceanographic Projects-II Pernada 6 de 3 a 27 de março de 1995. Os espécimes e os sedimentos superficiais foram coletados com uma draga equipada com uma rede de 0,5cm tamanho de malha e sacos laterais para reter o sedimento. Dados abióticos (profundidade, sedimento, pH, salinidade e temperatura) foram obtidos simultaneamente. Onze espécies pertencentes a sete famílias foram identificadas. Cinco espécies pertencem às famílias Gonodactylidae, Diogenidae, Paguridae e Porcellanidae ocorreram na estação 14 (49m de profundidade, no sedimento de areiacascalhosa). Cinco espécies pertencem às famílias Gonodactylidae, Pseudosquillidae, Diogenidae, Paguridae e Galatheidae ocorreram na estação 5 (200m profundidade, fundo de areia-lamosa). Três espécies das famílias Pseudoesquilidae, Diogenidae e Porcellanidae foram registradas na estação 10. Duas espécies ocorreram nas estações 6 e 13. Cada uma das demais estações apresentou uma espécie. Pseudosquilla ciliata, Dardanus venosus, Pagurus brevidactylus, Clibanarius foresti, Pachycheles ackleianus,Gonodactylus bredini e Munida irrasa podem ser consideradas euribáticas e euritérmicas. Munida irrasa e Clibanarius foresti foram registradas pela primeira vez para o Nordeste do Brasil e Dardanus venosus tem ocorrência também para o Estado da Paraíba. Palavras chave: Crustacea; Stomatopoda; Decapoda; Nordeste; Brasil.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v31i1.4990

Apontamentos

  • Não há apontamentos.