Primeira descrição do comportamento de Bellactis ilkalyseae (Cnidaria: Actiniaria) durante o processo de reprodução assexuada

Thiago Gutemberg Lopes de OLIVEIRA, Paula Braga GOMES

Resumo


A fissão longitudinal é um dos mecanismos mais comuns de reprodução assexuada em anêmonas-do-mar resultando em um rápido crescimento populacional. A espécie Bellactis ilkalyseae Dube, 1983, endêmica do Brasil, é extremamente gregária, porém nunca foi observado nem descrito o processo de reprodução assexuada da espécie. O presente trabalho descreve de forma preliminar o comportamento da espécie durante o processo de fissão longitudinal registrado em aquário. O material estudado foi coletado na praia de Guadalupe, litoral sul de Pernambuco, acondicionado em aquário com boas condições e alimentado diariamente com artémia. Um dos exemplares em observação realizou a reprodução por fissão longitudinal, num processo que durou três dias e que teve início pela base. O indivíduo originado começou a alimentar-se imediatamente após o processo e atingiu o tamanho do adulto cerca de três meses depois. O organismo parental permaneceu 10 dias sem alimentar-se e demorou 15 dias para a regeneração completa. Nos sete meses seguintes o indivíduo realizou 6 vezes o mesmo processo e nenhum dos organismos originados realizou reprodução assexuada. Palavras chave: Aiptasiidae, fissão longitudinal, anêmonas-do-mar, Brasil.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v33i1.5071

Apontamentos

  • Não há apontamentos.