The effect of artificial reef structural complexity and benthic colonization on gill net fish assemblages.

Daniel Shimada BROTTO, Ilana Rosental ZALMON

Resumo


Uma das principais questões em estudos recifes artificiais refere-se aos agentes modeladores da comunidade íctica associada. Módulos de concreto experimentais foram distribuídos na costa norte do estado do Rio de Janeiro (21o 29'S, 41o 00W) de acordo com a combinação da complexidade estrutural através da presença/ausência de cavidades e de superfície favorável/desfavorável à colonização bêntica. O programa de amostragem (março de 2002 a março de 2003) consistiu de capturas mensais com redes de espera de fundo por 24 horas. Os valores de densidade por espécie, densidade por grupo funcional de acordo com a posição na coluna d´água, tipo preferencial de substrato, hábito alimentar, sexo e estágio ontogenético e os descritores de comunidade não revelaram diferenças significativas (ANOVA, p > 0,05) entre as unidades recifais e entre os tipos de módulos. O dispositivo de pesca é seletivo para peixes pelágicos e demersais, sugerindo baixa associação com os módulos recifais. O maior número de presas nos módulos com bentos sugere uma predação íctica sobre a comunidade bêntica mais diversificada. Os peixes fêmea mostraram uma associação com os módulos sem complexidade estrutural. Uma maior similaridade entre os módulos com complexidade foi observada para diversidade, densidade e composição do conteúdo estomacal. A complexidade estrutural desempenhou um papel mais importante como agente modelador da comunidade íctica nos módulos recifais do que a presença de comunidade bêntica, embora esta última implique em recursos alimentares mais diversificados para a ictiofauna associada.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v35i1-2.5079

Apontamentos

  • Não há apontamentos.