A influência da passagem de uma frente meteorológica na distribuição da macrofauna bentônica mesolitoral de uma praia arenosa exposta

Andréa Ricetti COCHÔA, Luciano LORENZI, Carlos Alberto BORZONE

Resumo


A passagem de frentes meteorológicas pode causar erosão pronunciada em praias arenosas dependendo da sua freqüência e intensidade, e em períodos calmos essas praias podem ser gradativamente reconstruídas. Os padrões de distribuição dos organismos da macrofauna bentônica em praias arenosas são influenciados pelo grau de emersão, interação entre as espécies e pela ação das ondas com conseqüente mobilidade do substrato. Na praia de Atami, no litoral do estado do Paraná, foram estudados os efeitos da passagem de uma frente meteorológica sobre a macrofauna bentônica no mês de maio de 2000. Amostragens foram realizadas antes e após o evento em transectos transversais à linha de costa, definidos desde a linha de detritos até a linha d’água. Os dados mostraram poucas alterações nos padrões de zonação da macrofauna bentônica após a passagem da frente. Contudo, existiu um pequeno aumento das áreas de distribuição de alguns organismos, podendo este aumento estar associado à mobilização do sedimento do mesolitoral aos bancos de areia submersos, com o conseqüente aumento da homogeneidade ambiental. Entretanto, deve-se destacar que o fenômeno meteorológico estudado foi de baixa a moderada intensidade. Palavras chave: Frente meteorológica, perturbação, macrofauna bentônica, mesolitoral, praia arenosa.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v34i2.5148

Apontamentos

  • Não há apontamentos.