A multi-temporal remote sensing and gis based inventory of the mangroves at itamaracá estuarine system, Northeastern Brazil.

Ana Regina Lima Uchôa de MOURA, Ana Lúcia Bezerra CANDEIAS

Resumo


Embora estejam sob proteção legal, os manguezais do Brasil vêm sendo paulatinamente reduzidos, quer por ações diretas (aterros, desmatamento, ocupação para fins residenciais, turísticos e agro-aqüícolas) ou indiretas (poluição dos cursos fluviais). Nesse estudo foram usadas imagens de satélite e SIG para analisar a distribuição dos manguezais ao longo do sistema estuarino de Itamaracá, Nordeste do Brasil, além de identificar as mudanças ocorridas na vegetação, no período entre 1974- 2001. A abordagem utilizada para estimar as alterações na área ocupada por manguezais, considerada uma variável contínua, foi baseada no método de classificação supervisionada em imagens multiespectrais e multi-temporal SPOT/HRV e Landsat7/ETM+. Ortofotocartas, mapeamento dos recursos hídricos superficiais e informações obtidas em campo foram utilizados como fontes complementares de dados. Áreas preservadas de floresta mangue (4.118,01 ha), apicum (397,28 ha), lavado (464,77 ha) e fazendas de camarão (484,05 ha) foram obtidas a partir de dados ETM+ (2001), em Itamaracá, Goiana, Itapissuma, Igarassu. A análise temporal foi realizada em 64% da área global de estudo, para os anos 1974, 1996 e 2001. No período de 27 anos (1974-2001), verificou-se uma diminuição da área de floresta de manguezal em torno de 11,06%. A taxa anual de desmatamento do manguezal foi de 0,42% (1974-1996) e 0,28% (1996-2001). Áreas ocupadas por fazendas de camarão cresceram 394,12% entre 1996 e 2001, a uma taxa média anual de 66,67%. O coeficiente kappa e a exatidão global do mapa temático produzido pelo método de classificação foi de 0,97 e 98,56% (ETM+) e 0,95 e 97,38% (SPOT), respectivamente. O uso do sensoriamento remoto e SIG mostraram-se eficientes para detectar alterações ocorridas nas áreas de manguezais e fornecer importantes informações para tomada de decisão, além de propor ações voltadas para o desenvolvimento sustentável das atividades costeiras, no sistema estuarino de Itamaracá. Palavras-Chave: Manguezais. Sensoriamento remoto. SIG. Fazenda de camarão. Itamaracá. Brasil.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v37i1-2.5154

Apontamentos

  • Não há apontamentos.