POPULATIONAL DYNAMICS OF Pseudodiaptomus marshi (CRUSTACEA: COPEPODA) IN THE CAETÉ ESTUARY (BRAZIL)

André MAGALHÃES, Luci Cajueiro Carneiro PEREIRA, Marcilenia de Jesus Silva RIBEIRO, Tsui-Hua LIANG, Rauquírio Marinho da COSTA

Resumo


O presente estudo tem por objetivo principal avaliar a distribuição espacial e temporal da densidade e biomassa do copépodo planctônico Pseudodiaptomus marshi no Estuário do Caeté (Pará, Brasil), durante os meses de junho e dezembro de 1998 (estação seca), fevereiro e maio de 1999 (estação chuvosa). O Estuário do Caeté caracterizou-se por uma ampla variação espacial e temporal da salinidade (0,7±0,55 a 37,2±0,21). A análise de correlação de Spearman revelou uma correlação negativa significativa (rs = -0,75; p<0,05) entre a salinidade e a densidade de P. marshi, sugerindo a preferência desta espécie por áreas estuarinas onde foram dominantes os regimes oligohalino-mesohalino. A relação peso-comprimento foi do tipo linear, sendo expressa pela equação: PS = 125,46 + 0,1467CP (r = 0,32; p<0,05). No presente estudo, os valores de densidade e biomassa variaram respectivamente de 0,0 a 21,4±18,26 ind.m-3 e 0,0 a 0,583±0,51 mg PS. m-3. As diferenças mensais na densidade (H = 6,71; p<0,05) e biomassa (H = 6,76; p<0,05) entre as três áreas de amostragem foram significativas somente em junho, com os maiores valores registrados no estuário interno. Os resultados revelaram que a variabilidade espacial e sazonal na ocorrência e distribuição de P. marshi foi fortemente regulada pela salinidade, com as maiores densidades e biomassas registradas simultaneamente aos menores valores de salinidade. Palavras-chave: Biomassa, copépodo, salinidade, estuário amazônico.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v38i2.5169

Apontamentos

  • Não há apontamentos.