Biomassa fitoplanctônica e fatores ambientais em um estuário tropical do Brasil.

Eveline Pinheiro de AQUINO, Lucas Guedes Pereira FIGUEIRÊDO, Diego Lira dos ANJOS, José Zanon de Oliveira PASSAVANTE, Maria da Glória Gonçalves da SILVA-CUNHA

Resumo


Os estudos acerca das características que regulam a biomassa fitoplanctônica objetivam a compreensão das mudanças do ambiente em escalas temporal e espacial, sendo este o foco principal do trabalho. As coletas foram realizadas em frequência mensal, em quatro pontos ao longo do estuário do rio dos Passos, litoral sul de Pernambuco, Brasil, no período de agosto/2009 a julho/2010. Foram obtidos os dados referentes à pluviosidade, profundidade, transparência, temperatura e amostras da água com auxílio de garrafa de Kitahara para medidas de salinidade e clorofila a. Os dados foram tratados através de análise de variância e componentes principais. O ambiente apresenta homogeneidade vertical térmica e salina, bem como pouca profundidade local. A salinidade e transparência da água estão em relação inversa à clorofila a, sendo estes os fatores possivelmente condicionantes da biomassa algal, necessitando de estudos futuros para ser analisada essa variável em função de outros fatores físicos, químicos e biológicos não abordados neste estudo. Palavras chave: biomassa algal, fitoplâncton e dinâmica estuarina

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v40i1.5190

Apontamentos

  • Não há apontamentos.