Estado trófico dos estuários dos rios Ipojuca e Merepe – PE

Thayse Natália Freitas BATISTA, Manuel de Jesus FLORES MONTES

Resumo


ico e a qualidade das águas estuarinas, dos rios Ipojuca e Merepe (PE), através do índice TRIX. Foram realizadas 7 coletas de água, em 3 pontos, na superfície, em diferentes estágios de maré de sizígia, com a garrafa Niskin, durante um ciclo sazonal (de maio/09 a maio/10), com freqüência bimestral. A distribuição sazonal do TRIX nestes estuários esteve mais elevada no período chuvoso em ambos os estágios de maré. Os valores do TRIX variaram de 5,41 a 7,83, onde os menores índices foram registrados no P1 durante a preamar, no período chuvoso, e os maiores índices foram encontrados no P3 durante a baixa-mar, no mesmo período. Estados tróficos variando de alto a elevado, atestam a má qualidade destas águas e traduzem a forte pressão antrópica sobre estes ecossistemas. Palavras chave: eutrofização, TRIX, áreas estuarinas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v42i3.5767

Apontamentos

  • Não há apontamentos.