Caracterização estrutural do manguezal do rio Tabatinga, Suape, PE, Brasil

V. C. ALMEIDA, C. COELHO JUNIOR, F. FEITOSA, D. PASTOR, G. MONTE

Resumo


Manguezal, ecossistema costeiro tropical que coloniza depósitos sedimentares formados por vasas lamosas, argilosas ou arenosas, ocupando a faixa do entremarés até o limite superior das preamares equinociais. O Complexo Industrial Portuário de Suape localiza-se no litoral sul do Estado de Pernambuco. Caracteriza-se por ser um ambiente costeiro, formado por extensos manguezais. A presente análise teve como objetivo descrever as características estruturais do bosque de mangue do rio Tabatinga. A caracterização estrutural mostrou que o bosque analisado é maduro e que apresenta um bom desenvolvimento estrutural, variando em área basal total de 11,17m²/ha a 42,35 m²/ha e altura média de 8,55 a 3,57m. O bosque é monoespecífico, dominado por Laguncularia racemosa. As análises de troncos mortos revelam que apesar da área ser desenvolvida, existe sinal de stress por ação antrópica. A salinidade variou entre 12 a 42. A metodologia utilizada mostrou-se adequada como ferramenta para avaliar a estrutura de bosques de mangue. Palavras-chave: Desenvolvimento estrutural, Manguezal, Suape.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v42i1.5784

Apontamentos

  • Não há apontamentos.