Determinação de carbono orgânico em macroalgas por oxidação em via úmida e titulação potenciométrica

Leiza Aparecida Souza SERAFIM, Marcelo Friederichs Landim de SOUZA, Cybelle Menolli LONGHINI

Resumo


A biomassa de produtores primários tais como macroalgas, expressa como concentração de carbono orgânico, é essencial para a realização de balanços de massa e avaliação da dinâmica de ecossistemas marinhos. Este trabalho teve como objetivo a determinação da biomassa de macroalgas através de perda por ignição (PPI), e a comparação da concentração de carbono orgânico estimada através do fator de conversão de PPI e analisada por oxidação em via úmida/titulação potenciométrica, e por combustão catalítica/detector de condutividade térmica. A análise pela oxidação por via úmida/titulação potenciométrica apresentou alta precisão, e os resultados são comparáveis aos obtidos através da combustão catalítica e detector de condutividade térmica (analisador CHN). Estes valores foram correlacionados com a biomassa (PPI), produzindo uma equação diferente do fator PPI x 0,5 encontrado na literatura. As concentrações de carbono orgânico da Chlorophyta Caulerpa racemosa foram superiores aos valores encontrados para as espécies representantes das divisões Phaeophyta e Rhodophyta. Palavras-chave: perda por ignição, análise química, combustão catalítica, recife de coral

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v42i1.5800

Apontamentos

  • Não há apontamentos.