Anadara ovalis (Bruguière, 1789): an alternative for cultivation in euhaline environment?

A. L. FERREIRA-JR, S. W. CHRISTO, T. M. ABSHER

Resumo


Este trabalho teve como objetivo descrever o crescimento do bivalve A. ovalis cultivados na desembocadura da baía de Guaratuba, Paraná. Foram coletados 200 exemplares associados aos resíduos de pesca artesanal em dois pontos localizados no município de Pontal do Paraná. Em laboratório, os organismos com altura entre 2,0 a 5,0 mm foram separados dos resíduos e colocados em uma lanterna de cultivo na desembocadura da baía de Guaratuba. O crescimento foi monitorado durante dois períodos: abril a setembro de 2011 e setembro de 2012 a outubro de 2013. Mensalmente, 30 espécimes foram medidos em relação ao comprimento (C), altura (A) e largura (L) da concha. A taxa de crescimento médio foi de 1,74 mm/mês para C, 1,73 mm/mês para A e 1,18 mm/mês para L de A. ovalis. Observou-se uma alta taxa de mortalidade desta espécie em águas com menores salinidades e uma possibilidade de cultivo em ambientes euhalinos. Palavras chaves: curva de crescimento, bivalve de areia, aquacultura, litoral paranaense.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v43i1.5881

Apontamentos

  • Não há apontamentos.