Evolução sedimentar do estuário do rio Capibaribe (Recife-PE) nos últimos 200 anos e suas relações com a atividade antrópica e processo de urbanização

Diego de Arruda XAVIER, Roberto Lima BARCELLOS, Rubens César Lopes FIGUEIRA, Carlos Augusto França SCHETTINI

Resumo


O estudo tem como objetivo descrever a evolução sedimentar no baixo estuário do Rio Capibaribe associando com as modificações antrópicas ocorridas nos últimos 200 anos por meio das análises de 210Pb, granulométricas, MOT e carbonato de cálcio. O testemunho registrou três unidades sedimentares com cara-cterísticas distintas. A primeira (72-158 cm) apresentou característi-cas sedimentares de planície de maré, influenciadas por manguezais com pouca influência das ações antrópicas. A segunda (20-72 cm) registrou o início das construções de melhora-mento do Porto do Recife, com altas porcentagens de sedimentos arenosos e baixas porcentagens de sedimentos finos e MOT. A terceira unidade (0-20 cm) apresentou a influência antrópica no sistema estuarino, com alta deposição de sedimentos finos e MOT possivelmente de origem antrópica. Picos de sedimento finos e MOT foram registrados (4, 16 e 72 cm) reportando provavelmente eventos climáticos associados aos registros de chuvas intensas e cheias ocorridos no Estuário do rio Capibaribe.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5914/tropocean.v44i2.8036

Apontamentos

  • Não há apontamentos.