OS INDÍGENAS NOS LIVROS DIDÁTICOS: UMA ABORDAGEM CRÍTICA

Fernando Gaudereto Lamas, Gabriel Braga Vicente, Natasha Silva Mayrink

Resumo


A pesquisa analisou um dos possíveis impactos da promulgação da Lei 11.645/08, a saber: as mudanças ocorridas – ou não – nos livros didáticos de História. Para tal realizamos um levantamento em coleções didáticas, anteriores e posteriores à promulgação da referida Lei. Analisamos quatro coleções de Ensino Fundamental (anteriores) e duas de Ensino Médio (posteriores). Ficou patente que, mesmo antes da obrigatoriedade do ensino de história indígena, aspectos referentes à organização política, alimentação, trabalho, moradia, entre outras, especialmente quando se referia ao período anterior à chegada dos europeus foram levados em consideração. As coleções do Ensino Médio não apresentaram nada de diferente, tratando os indígenas de maneira mais aprofundada somente nos capítulos dedicados à conquista e colonização, tal como antes da Lei 11.645/08. Verificou-se, portanto, que a promulgação de uma lei, por mais importante que seja, pouco ou nada modifica a realidade.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica

Revista Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica

Colégio de Aplicação da UFPE

Endereço
Avenida da Arquitetura S/N Cidade Universitária
CEP 50740 - 550

Telefones
Secretaria: (81) 2126-8332
Direção: (81) 2126-8335