Além da superaventura: quadrinhos em ambiente escolar

Gelson Vanderlei Weschenfelder

Resumo


Este artigo analisa a importância do uso das histórias em quadrinhos de super heróis em sala de aula.  Desde o seu surgimento, simultaneamente com o gênero de super aventura, os super heróis são expoentes na luta por direitos e pela humanidade. São seres extremamente poderosos que protegem os  vulneráveis e defendem a justiça, podendo ser considerados como norteadores morais sociais. Contudo, aproximam-se do homem comum ao superarem desafios semelhantes aos dele (resiliência), como orfandade, violência sexual e conflitos internos, explorados através de enredos densos e dramáticos, conquistando desse modo, cada vez mais admiradores e também críticos ferrenhos ao gênero e suas personagens. As histórias em quadrinhos perpassam o entretenimento e assumem o seu papel formativo para crianças e jovens quando aplicadas de forma positiva em sala de aula. Sendo assim, o docente deve explorar o uso das HQs como modo de expressão, no qual os estudantes sejam levados a exercitar sua capacidade criativa, além de observar e mediar os conhecimentos inerentes a estas histórias, através do estudo de suas personagens.

Texto completo:

p. 18

Referências


ABRAHÃO, A. Pedagogia e quadrinhos. In: MOYA, Álvaro. Shazam! São Paulo: Ed.Perspectiva, 1977, p. 137-170.

ARBOLEYA, Valdinei; BRINGMANN, Danieli. Literatura infantil, contação de histórias e mídia: Alternativas metodológicas e prática pedagógica.1° Simpósio Nacional de Educação XX Semana da Pedagogia – Unioeste, nov. 2008. Disponível em: Capturado em:22/10/2010.

ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. 2ª edição. Tradução Edson Bini. Bauru, SP: Edipro, 2007.

BEARRY, S.; GREENBURGER, R.; TEITELBAUM, M. & WALLACE, D. The DC Comics Encyclopedia. London: Dorling Kinderley. 2009.

BRAGA, Flávio. PATATI, Carlos. Almanaque dos Quadrinhos. Rio de Janeiro:Ediouro, 2006.

CALAZANS, Flavio. Histórias em quadrinhos na escola. São Paulo: Paulus, 2004.

CADEMARTORI, Ligia. Criança e quadrinhos. In: JACOBY,Sissa (org.). A criança e a produção cultural – do brinquedo à literatura. Porto Alegre: Mercado Aberto, 2003.

CAMPBELL, Joseph. O poder do mito. São Paulo: Palas Athena, 29ª ed. 2012.

CAMPBELL, Joseph. The hero with a thousand faces. Novato, CA: New World

Library. (Original work published 1949), 2008.

CAMPBELL, Joseph. O herói de Mil faces. São Paulo: Pensamentos, 2007.

CARVALHO, Djota. A educação está no gibi. Campinas, São Paulo: Papirus, 2006.

CHOPRA, Deepak. As 7 leis espirituais dos super-heróis. São Paulo: La Fonte, 2012.

COELHO, Nelly Novaes. A literatura infantil: História-teoria-análise.São Paulo:

Instituto Nacional do Livro,1981.

DC. The DC Comics Encyclopedia. London: Dorling Kinderley, 2009.

FORBECK, M. Marvel Encyclopedia: updated and expanded. London: Dorling Kinderley. 2015.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 22ª ed. São Paulo:Cortez,1988.

IRWIN, Willian (org.). Batman e a filosofia: o cavaleiro das trevas da alma. Tradução: Martha Maluezzi. São Paulo: Madras, 2008.

IRWIN, William; MORRIS, Matt; MORRIS, Tom. Super-heróis e a filosofia: verdade, justiça e o caminho socrático. Tradução: Marcos Malvezzi Leal. São Paulo: Madras, 2005.

JOHNSON, J. K. Super-history: Comic book superheroes and American Society, 1938 to the present. Jefferson, NC: McFarland, 2012.

KLAVA, L.; COHEN, H. Os quadrinhos e a comunicação de massa. In: MOYA, Álvaro.Shazam! São Paulo: Ed.Perspectiva, 1977, p. 103-120.

KNOWLES, Christopher. Nossos deuses são Super-Heróis. Tradução: Marcello Borges. São Paulo: Cultrix,2008.

LOVETRO, José Alberto. A linguagem do futuro.In:Linguagem e linguagens, São Paulo: FDE, n.17, 1993.

MARNY,Jacques. Sociologia das histórias em quadrinhos. Porto: Civilização,1970.

MARVEL. Enciclopédia Marvel. Barueri, SP: Panini, 2005.

MARVEL. Marvel Encyclopedia- updated and expanded. London: Dorling Kinderley, 2015.

MARVEL. Spider-Man-A origem do Homem Aranha. São Paulo: Abril, 2014

MARNY, Jacques. Sociologia das histórias em quadrinhos. Porto: Civilização,1970.

MORRISON, Grant. Superdeuses. São Paulo: Seoman, 2012.

NOGUEIRA, Natania A. Gibioteca: Ensino, criatividade e integração escolar. Prêmio Professores do Brasil. 2008. Disponível em: http://www.scribd.com/doc/14016521/PREMIO-PROFESSORES-DO-BRASIL. Capturado em: 23/01/2016.

NOLAN, Christopher. Batman Begins. Direção: Christopher Nolan. Warner Bros Picture, 2005. 1 DVS (139 min.), color.

PEDRO, Arlindenor. Joseph Campbell, que ajudou a ver além da razão. 2012. Disponível em: http://outraspalavras.net/brasil/joseph-campbell-que-ajudou-a-enxergar-alem-da-razao/

PESSOA, Alessandro Gomes. Trajetórias negligenciadas: Processos de resiliência em adolescentes com histórico de envolvimento no tráfico de drogas.Tese (Doutorado), Universidade Estadual Paulista, Faculdades de Ciência e Tecnologia, 2015.

PETERSON, Scott. Batman: A história de Batman. São Paulo: Ed. Fundamentos, 2008.

REINHART, Matthew. DC Super-Heróis: O poderoso livro pop-up. São Paulo: Salamandra, 2010.

SANTOS, Roberto Elísio; VERGUEIRO, Waldomiro. Análise das teses e dissertações sobre quadrinhos realizadas no século XXI em universidades brasileiras. In: Jornadas Internacionais de Histórias em Quadrinhos, 3as,São Paulo, Observatório de Quadrinhos, 2015.

SIEGEL, Jerry; Shuster, Joe. Superman. Crônicas. Rio de Janeiro: Panini Comics/DC Comics, 2007, Volume I. Edição Histórica.

THOMAS, Roy; LARK, Michael. Superman. A guerra dos mundos. São Paulo: Mythos editora/DC Comics, 2001. Edição especial.

TREVISOL, M. T. C. ; TOIGO, L. . Os valores morais na escola: cartografando a compreensão dos professores da educação infantil.. In: IX Congresso Nacional de Educação - Educere e III Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia - ESBPp, 2009, Curitiba - PR. Anais do Congresso Nacional de Educação. Curitiba - PR: Editora PUCPR, 2009

VERGUEIRO, Waldomiro; RAMOS, Paulo. Quadrinhos na educação: da rejeição a

prática. São Paulo: Contexto, 2009.

VIANA, Nildo. A questão dos valores. Revista Cultura & Liberdade. Ano 2, n.2, abril de 2002.

VIANA, Nildo. Heróis e super-heróis no mundo dos quadrinhos. Rio de Janeiro:

Achiamé, 2005.

VYGOTSKY, Lev Semenovitch. A construção do pensamento e da linguagem.São

Paulo: Martins Fontes,2001.

WESCHENFELDER, Gelson. Aristóteles e os super-heróis: a ética inserida nas histórias em quadrinhos. São Bernardo do Campo, SP: Garcia edizioni, 2014.

WESCHENFELDER, Gelson. Aspectos educativos das histórias em quadrinhos de super-heróis e sua importância na formação moral, na perspectiva da ética aristotélica das virtudes. Dissertação, Unilasalle, 2011.

WESCHENFELDER, Gelson. Filosofando com os super-heróis. Porto Alegre: Mediação, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Cadernos de Estudos e Pesquisa na Educação Básica

Indexadores: