O COSMOPOLITISMO COMO CONDIÇÃO PARA O FUTURO DA UNIVERSIDADE PÚBLICA. DESAFIOS DA GESTAO ANISIO BRASILEIRO NA PROMOÇÃO DA INTERNACIONALIZAÇÃO E DA INTERIORIZAÇÃO

Paulo Henrique Martins de Albuquerque

Resumo


Os desafios de se pensar a universidade pública como projeto cosmopolita de produção e divulgação do conhecimento no mundo global e neste contexto de predomínio das ideias neoliberais e dos valores individualistas e privatistas são relevantes. É como nadar contra a correnteza. Defender os valores do bem comum e público nesta conjuntura constitui uma prioridade para os gestores das universidades públicas no Brasil. Neste sentido, temos que louvar as iniciativas do Reitor da UFPE, Professor Anísio Brasileiro, que na sua gestão insistiu na modernização da Universidade Federal de Pernambuco a partir de sua expansão para fora, para o incremento com outros centros de produção do conhecimento, e sua expansão para dentro, ampliando as ofertas de atividades para o interior do estado através da criação de novos centros acadêmicos.


Palavras-chave


universidade internacionalização interiorização

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Contribuidor:

 

Parceiros:



 

 

 

O cardernos Futuro está licenciado com uma Licença Creative Commons