INTERAÇÃO ENTRE PARES NO ENSINO DE QUÍMICA: ESTUDO DE CASO DA IMPLANTAÇÃO DO PEER INSTRUCTION

Marco Antonio Ventura Romero, Adayrton Ramires Pinheiro de Oliveira, Josália Liberato Rebouças

Resumo


Os estudantes no Ensino Médio tendem a classificar disciplinas relacionadas às ciências exatas como complexas e difíceis de aprender. Sobretudo, rotulam a disciplina de Química, pelo fato de apresentar cálculos matemáticos, nomenclaturas, termos científicos, fórmulas que podem impor complexidades de assimilação e conceitos de difíceis abstração. Usar metodologias diversas no ensino de química é preciso, no entanto, cabe ao professor buscar adotar meios que trabalhem a participação ativa do aluno na busca de uma aprendizagem significativa. Com o passar dos anos, surgiram as metodologias ativas de ensino visando provocar um envolvimento dos alunos, colocando-os como o centro do processo de ensino aprendizagem. Como metodologia ativa de ensino, destaca-se O Peer Instruction, traduzido para o português "instrução por Colegas" (IpC). O IpC pode ser aplicado com o auxílio de tecnologias como flashcards e clickers, no entanto, vale lembrar que o seu principal objetivo é provocar o aprendizado dos alunos através da instrução entre colegas. A presente pesquisa tem por intuito abordar a importância da interação entre pares no ensino de química, através de um estudo de caso, utilizando o método IpC, no assunto “Funções oxigenadas”, realizado em uma turma do 3o ano do ensino médio, da Escola Estadual de Educação Profissional Marica Cavalcante Costa, situada em Quixadá, no Ceará. A pesquisa sobre a utilização do IpC na escola foi realizada em seis aulas dentro de três semanas. Pode-se concluir que a metodologia favoreceu bons resultados de aprendizagem do conteúdo e colaborou para a participação da maioria da turma, promovendo a interação entre os alunos, durante a resolução dos exercícios. Adotar o método IpC não é somente manter a estrutura tradicional expositiva e acrescentar algum sistema de votação. O ponto fundamental que caracteriza este método, é a “interação social” que acontece entre os alunos, de modo que estes são postos no centro do processo educativo, atuando o professor somente como facilitador dessa aprendizagem.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN da Revista Educat é 2675-2344.