TRABALHO DOCUMENTAL E DECISÕES DIDÁTICAS DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA: um estudo de caso

Elisângela Espindola, JANA TRGALOVA

Resumo


Este artigo apresenta uma tentativa de articulação entre a abordagem documental do didático e um estudo de decisões didáticas para analisar as práticas de um professor de matemática. Neste estudo de caso, interessamo-nos ao trabalho documental do professor relativo à preparação do ensino e a implementação de uma aula sobre função exponencial em uma turma do 1º ano do ensino médio em Recife-PE-Brasil. Tomamos como referência o modelo dos níveis da atividade do professor de Margolinas e a categorização de fatores das decisões didáticas de Bessot e colaboradores. Os resultados da análise mostram uma certa regularidade das práticas do professor que se traduz por uma repetição de certas decisões  acionadas de uma parte por fatores epistêmicos tais como suas concepções de aprendizagem ou suas interpretações das expectativas institucionais e, de outra parte, por seus conhecimentos advindos da experiência como aqueles, por exemplo, das dificuldades dos alunos.

 

 


Palavras-chave


Abordagem Documental do Didático; Decisões Didáticas; Níveis da Atividade do Professor; Conhecimentos do Professor; Função Exponencial;

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v6i3.2251

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2177-9309

Contato: revista.emteia@ufpe.br