Alfabetização Cartográfica no Ensino de Geografia

José Ricardo Gomes Dos Santos

Resumo


O processo de ensino-aprendizagem da geografia necessita, com urgência, de melhorias de caráter prático, sobretudo, no que diz respeito a noções básicas de cartografia. O presente estudo tem como objetivo valorizar a relação entre alguns conceitos fundamentais da alfabetização cartográfica e o ensino de geografia, dentre os quais se destacam o de lateralidade e orientação espacial. Em seguida, fizemos uma abordagem de como os referidos assuntos são aplicados na realidade escolar, assim como, uma análise da garantia dos mesmos nos documentos oficiais que estrutura o ensino escolar. Tais saberes absorvidos pelos estudantes ajuda-os na interpretação de mapas enquanto linguagem específica de suma importância na leitura do espaço geográfico. Porém, antes disso, outras habilidades são necessárias, sendo a utilização do corpo uma ferramenta didática indispensável no desenvolvimento amplo do sujeito. Por fim, sugerimos uma proposta prática de atividade onde se utiliza a lateralidade e orientação espacial na relação corporal com o lugar, a paisagem e seus objetos. Portanto, apesar das inúmeras questões que prejudicam o processo de alfabetização cartográfica, outras diretrizes são postas em prática com grande sucesso por parte dos professores e estudantes.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.51539/2594-9616.2018.240457



INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.