ESTUDANTES EGRESSOS DA ESCOLA PÚBLICA NO ENSINO SUPERIOR: UM OLHAR GEOGRÁFICO

Juliana Nóbrega de Almeida, Francisco Kennedy Silva dos Santos

Resumo


Esse artigo tem como objeto central uma análise propositiva dos mecanismos de acesso e permanência no ensino superior como construtores e modeladores de sistemas territoriais possíveis de inclusão. Elegemos a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) como recorte para compreensão de campos de limitação e possibilidades de acesso e permanência de alunos egressos da educação básica da rede pública de ensino. Assim, as questões trazidas nessa investigação têm a intenção de contribuir para a compreensão dos desafios diante do acesso e da permanência dos estudantes egressos da escola pública na educação superior. Portanto, com essa pesquisa, buscamos mobilizar o interesse dos pesquisadores da Ciência Geográfica e de áreas afins diante da construção de  processos de inclusão, numa vertente social e educacional,  com o propósito de construirmos espacialidades menos desiguais junto aos espaços acadêmicos, promovendo cidadania e emancipação por meio do acesso e da permanência mais democráticos às instituições de ensino superior.


Palavras-chave


: Educação superior; Acesso; Permanência; Cidadania.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, J. N. Acesso e permanência de estudantes egressos da escola pública no ensino superior: um olhar crítico para as espacialidades na Universidade Federal de Campina Grande, Campus Sede. 233 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal da Paraíba, Recife, 2019.

ALMEIDA, J. N.; SANTOS, F. K. S. Universidade Federal de Campina Grande: contribuições na educação, ciência e tecnologia em uma cidade média Nordestina. Anais eletrônicos do XIX Encontro Nacional de Geografia. 2018. Disponível em: http://www.eng2018.agb.org.br/site/anaiscomplementares2?AREA=20#J. Acesso em: 28 jul. 2020.

BAPTISTELA, T. O conceito de cidadania de Hannah Arendt: “o direito a ter direitos”. Anais da semana acadêmica Fadisma Entrementes. 2015. Disponível em: http://sites.fadisma.com.br/entrementes/anais/wp-content/uploads/2015/08/o-conceito-de-cidadania-de-hannah-arendt_-%E2%80%9Co-direito-a-ter-direitos%E2%80%9D.pdf. Acesso em: 28 jul. 2020.

BEISIEGEL, C. R. Política e Educação popular: a teoria e a prática de Paulo Freire no Brasil. São Paulo: Liber Livro, 2008.

BRASIL. Decreto n. 6.096, de 24 de abril 2007. Institui o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais - REUNI. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, Ano CXLIV, n. 79, p. 7, 25 abr. 2007.

BRASIL. Decreto n. 7.234, de 19 de julho de 2010. Dispõe sobre o Programa Nacional de Assistência Estudantil - PNAES. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, Ano CXLVII, n. 137, p. 5, 20 jul. 2010.

CATANI, A M.; HEY, A. P. GILIOLI, R. S. P. PROUNI: democratização do acesso às instituições de ensino superior? Educar em Revista, Curitiba, n. 28, p. 125-140, 2006.

CAMARGO, B. V. JUSTO, A. M. O IRaMuTeQ: um software gratuito para análise de dados textuais. Temas em Psicologia, Ribeirão Preto - SP, v. 21, n. 2, p. 513-518, 2013.

CHAUÍ, M. A universidade pública sob nova perspectiva (comunicação proferida na abertura da 26ª Reunião Nacional da ANPEd, em outubro de 2003). Revista Brasileira de Educação, n. 24, p. 5-15, 2003.

DOURADO, L. F.; OLIVEIRA, J. F.; SANTOS, C. A. A qualidade da educação: conceitos e definições. Brasília - DF: INEP, 2007.

DOURADO, L. F. Reforma do estado e as políticas para a educação superior no Brasil nos anos 90. Educação & Sociedade, Campinas - SP, v. 23, n. 80, p. 234-252, 2002.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2007.

GISI, Maria Lourdes. PEGORINI, Diana Gurgel. As políticas de acesso e permanência na educação superior: a busca da igualdade de resultados. In: Revista online de Política e Gestão Educacional. v. 20, n. 1 2016. p. 21-37. Disponível em . Acesso em: 22 jan. 2019.

INEP. Censo da Educação Superior 2016. 2016. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/documentos/2016/notas_sobre_o_censo_da_educacao_superior_2016.pdf. Acesso em: 28 jul. 2020.

LIMA, M. E. O.; NEVES, P. S. da C.; SILVA, P. B. A implantação de cotas na universidade: paternalismo e ameaça à posição dos grupos dominantes. Revista Brasileira de Educação, v. 19, n. 56, 2014. Disponível em: http://www.anped.org.br/site/rbe Acesso em: 10/12/2018.

MÉSZÁROS, I. A educação para além do capital. Tradução de Isa Tavares. São Paulo: Boitempo, 2005.

NASCIMENTO, C. M. Assistência estudantil e contrarreforma universitária nos anos 2000. 158 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) - Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2013.

NEVES, P. S. C. A política de reserva de vagas da Universidade Federal de Sergipe para alunos de escolas públicas e não brancos: uma avaliação preliminar. O impacto das cotas nas universidades brasileiras (2004-2012). Salvador: CEAO, 2013.

OLIVEIRA, K. P. S. Sofrimento psíquico em acadêmicos: um despertar para a saúde mental dentro da academia. Campina Grande: Editora da UFCG, 2017.

PALÁCIO, P. P. Políticas de acesso e permanência do estudante da universidade federal do Ceará (UFC). 123 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Políticas Públicas e Gestão da Educação Superior) - Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Gestão da Educação Superior, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2012.

PRESTES, E. M. T.; JEZINE, E.; SCOCUGLIA, A. C. Democratização do Ensino Superior Brasileiro: O caso da Universidade Federal da Paraíba da Paraíba. Revista Lusófona de Educação, Lisboa, v. 21, n. 21, p. 199-218, 2012.

SANTOS, M. O espaço do cidadão. São Paulo: Nobel, 2002. (Coleção Espaços)

SÂMARA, B.S.; Barros, C.J. Pesquisa de marketing: conceitos e metodologia. São Paulo: Prentice Hall, 1997.

SERPA, A. Ser lugar e ser território como experiências do ser-no-mundo: um exercício de existencialismo geográfico. Geousp – Espaço e Tempo, São Paulo, v. 21, n. 2, p. 586-600, 2017.

TONET, I. Educação e formação humana. Ideação, Foz do Iguaçu - PR, v. 8, n. 9. p. 9-21, 2006.




DOI: https://doi.org/10.51359/2594-9616.2020.247889

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

INDEXADORES E BASE DE DADOS

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à  revista o direito de primeira publicação, com o trabalho licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. b) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado. c) Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de uso gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais.