CLASSIFICAÇÃO/NOMENCLATURA DE ROCHAS PLUTÔNICAS COM BASE EM DIAGRAMAS MODAIS E QUÍMICOS: UM ESTUDO PARA RO-CHAS GRANITOIDES E DIORITOIDES NO EXTREMO NORDESTE DA PROVÍNCIA BORBOREMA

Antonio Carlos Galindo, Marcos Antonio Leite Do Nascimento, Vladimir Cruz Medeiros

Resumo


A utilização de diagramas de classificação/nomenclatura de rochas plutônicas a partir de dados químicos em detrimento de dados modais está sendo amplamente usado em dias atuais, quer seja por uma aparente dificuldade em se realizar composições modais nos moldes como definidos desde a década de 1950, quer seja pela praticidade/rapidez na utilização de dados químicos facilmente disponíveis em tabelas para diferentes aplicati-vos/softwares. De modo geral, para o caso de rochas de composições ácidas a interme-diárias as nomenclaturas definidas em diagramas modais, mais precisamente o diagrama QAP, encontram boas correlações com as definidas em vários diagramas com parâme-tros químicos, diferentemente do observado para rochas de composições básicas que nem sempre encontram boas correlações no contexto modal versus químico. Este traba-lho apresenta uma avaliação entre nomenclaturas com base em composições modais versus química para um conjunto de rochas plutônicas de diversos corpos granitoides e dioritoides presentes no extremo nordeste da Província Borborema. Os resultados mos-tram que para rochas de caráter essencialmente granítico há sempre uma boa correlação entre a utilização de dados modais e de dados químicos, Por outro lado, rochas dioríti-cas/gabroicas tendem a apresentar divergências, por vezes significativas, nas nomencla-turas dessas rochas quando da utilização desses dois parâmetros.

Palavras-chave


Nomenclatura, Diagramas, Granitos, Dioritos, Província Borborema

Texto completo:

PDF PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.