Casula: o projeto paramétrico aplicado a um protótipo experimental construído por seccionamento.

Ana Luisa Oliveira Rolim, Vinícius Lemos Santos

Resumo


Apresenta-se um artefato arquitetônico como um caso de aplicação de uma geometria não euclidiana à arquitetura de um protótipo de uso temporário, denominado Casula. Concebido pelos autores e construído com a participação de um grupo de alunos de graduação em arquitetura e urbanismo, o objeto traduz uma geometria complexa, obtida a partir da deformação de uma forma cúbica, utilizando  softwares de modelagem e codificação, com base na técnica do seccionamento por empilhamento paralelo. Insere-se no universo das experimentações com objetos tridimensionais  acentuadamente nos últimos vinte anos, que utilizam de métodos digitais, visando expandir as possibilidades da produção material e formal. Neste contexto, casos de experimentos na escala de 1:1, como o aqui discutido, têm desempenhado um papel importante no design e na arquitetura, já que os limites entre pensar e o fazer, projetar e fabricar, protótipo e projeto final tornam-se tênues, passando a incorporar um processo interativo e com meios de inovação não lineares. Inicia-se o estudo com uma contextualização acerca do projeto paramétrico e da técnica do seccionamento. Em seguida, discorre-se sobre o processo digital de geração da forma proposta e as etapas envolvendo a construção do protótipo. Na conclusão são discutidos os desafios e resultados positivos obtidos com o experimento.


Palavras-chave


projeto digital; geometrias complexas, protótipo arquitetônico; design paramétrico

Texto completo:

PDF

Referências


IWAMOTO, Lisa. Digital fabrications: architectural and material techniques. New York: Princeton Architectural Press, 2009. 144p.

JABI, Wassim. Parametric design for architecture. London: Laurence King Publishing Ltd., 2013. 208p.

LEWIS, Paul et al. Manual of section. New York: Princeton Architectural Press, 2016. 208p.

LYNN, Greg (Ed). The archaeology of the digital: Peter Eisenman, Frank Gehry, Chuck Hoberman and Shoei Yoh. Montreal: Canadian Centre for Architecture and Sternberg Press, 2013. 396p.

MATTHEWS, Stanley. From agit-prop to free space: the architecture of Cedric Price. London: Black Dog Architecture, 2007. 352p.

MEREDITH, Michael et al. (eds). From control to design: parametric/ algorithmic architecture. Barcelona: Actar, 2008. 239p.

MONTENEGRO, Gildo. Desenho arquitetônico. São Paulo: Edgard Blücher Ltda, 1978. 142p.

EVANS, Robin. Translations from drawings to Building. Cambridge: MIT Press, 1997. 294p.

ROLIM, Ana; CANUTO, Robson. Estratégias de desenho para reabilitação de assentamentos precários em áreas ribeirinhas do Centro do Recife. In: Anais do 7o Congresso Luso Brasileiro para o Planejamento Urbano, Regional, Integrado e Sustentável: Pluris : contrastes, contradições, complexidades: desafios urbanos no Século XXI, Maceió, 5 a 7 de outubro de 2016.

SCHUMAKER, Patrick. Parametricism: a new global style for architecture and urban design. AD/Architectural Design: digital cities, London, 2009. Vol. 79 (4), p. 14-23.

SPEAKS, Michael. Design intelligence and the new economy. Architectural Record, New York, 2002. Vol. 190 (1), p. 72-76.

ZARDINI, Mirko. Achaeologists of the digital: some field notes. In: LYNN, Greg (Ed.). The archaeology of the digital. Montreal: Canadian Centre for Architecture and Sternberg Press, 2013. Cap. 1, p. 5-10.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.