O Teatro das Interações Sociais nas organizações: fases do gerenciamento de impressões na perspectiva dramatúrgica

José Ricardo C. Mendonça, Roberto Costa Fachin

Resumo


No presente artigo propõe-se, com base em uma revisão de literatura, um modelo para a análise e a
compreensão dos processos de Gerenciamento de Impressões (GI) nas organizações, o qual incorpora
os elementos dramatúrgicos de Goffman (1959) e as fases de GI apontadas por Hunt e Benford
(1997) e por Gardner e Avolio (1998). Para tanto, discute-se a metáfora dramatúrgica e o
gerenciamento de impressões nas organizações, apresenta-se considerações sobre a abordagem
dramática de Erving Goffman e apresentam-se as fases de GI no contexto das organizações. Por
último, as fases dramatúricas de GI (enquadramento, roteirização, encenação, atuação e
interpretação) são integradas a demais elementos da literatura especializada em um modelo analítico.
Com isso, espera-se estimular pesquisadores a avançarem no estudo do tema no Brasil e a
considerarem a metáfora dramatúrgica como uma perspectiva de pesquisa.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................