REPUTAÇÃO CORPORATIVA E DESEMPENHO ECONÔMICO-FINANCEIRO: UM ESTUDO EM CINCO GRANDES GRUPOS EMPRESARIAIS BRASILEIROS

Carlos Gustavo Fortes Caixeta, Humberto Elias Garcia Lopes, Patrícia Bernardes, Maria Beatriz Rocha Cardoso, Antônio Moreira Carvalho Neto

Resumo


 

A reputação organizacional é um tema que tem ocupado cada vez mais espaço na Administração. No entanto, a literatura da área está usualmente focada em estudos que se limitam a mensurar a reputação do ponto de vista das percepções que os vários públicos têm sobre a organização, não se preocupando em avaliar em que medida tais percepções estão associadas a um melhor desempenho econômico-financeiro. Devido a essa lacuna, o objetivo central deste trabalho é estudar as possíveis relações entre reputação organizacional e desempenho econômico-financeiro. Para isto, utilizou-se uma metodologia de cunho quantitativo-descritivo, centrada na análise de três dimensões da reputação e de um conjunto de indicadores de desempenho econômico-financeiro de uma amostra de cinco empresas brasileiras de grande porte. Por meio da análise de agrupamentos, foi possível detectar que, na maioria dos casos, a filiação a um grupo de alta reputação não coincidia com o grupo de melhor desempenho econômico-financeiro. Esse resultado, apesar das limitações do estudo, tem implicações gerenciais relevantes, já que indica que nem sempre o melhor desempenho econômico garante maior reputação corporativa, no curto prazo.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................