SUSTENTABILIDADE EM ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS: UMA PROPOSTA METODOLÓGICA DE ANÁLISE

Egídio Luiz Furlanetto, Gesinaldo Ataíde Cândido, Maria de Fátima Martin

Resumo


 

O presente artigo tem por objetivo propor uma metodologia de análise da sustentabilidade de Arranjos Produtivos Locais (APL), a qual combina as tradicionais metodologias de avaliação da competitividade com as metodologias de mensuração da sustentabilidade, contemplando os indicadores de desenvolvimento sustentável do território (município onde o Arranjo está inserido) e os de responsabilidade social e ambiental das empresas (RSAE). Para atender esse objetivo, tomou-se como base a seguinte premissa: para que o APL seja sustentável, deve ser competitivo e ao mesmo tempo, apresentar práticas socioambientais adequadas, evidenciadas através da sustentabilidade local. A relevância deste estudo consiste em incorporar na análise dos Arranjos Produtivos Locais, a variável sustentabilidade dos territórios como condição fundamental para a competitividade sistêmica do arranjo e a sustentabilidade da atividade econômica. Com a aplicação dessa metodologia, espera-se fornecer aos gestores um conjunto de informações como subsídios para a elaboração de políticas de desenvolvimento local, e aos empresários, orientação para definição de estratégias competitivas, tomando como referência o escopo sustentável para promover, de forma duradoura, Arranjos Produtivos e regiões sem comprometer os mais diversos recursos da localidade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................