A gestão dos programas de assistência estudantil nas universidades públicas brasileiras: o modelo da Universidade Federal de Santa Catarina

Júlio Eduardo Ornelas Silva, Cláudio José Amante, Pedro Antônio de Melo, Flora Moritz da Silva

Resumo


Os estudantes possuem nas universidades a oportunidade de ascenderem social e economicamente, precisando passar por obstáculos como as dificuldades de acesso a uma educação básica de qualidade, que oportunize fácil acesso em uma universidade pública. Após esse obstáculo, se veem ainda com vulnerabilidades socioeconômicas, necessitando de subsídios para se manterem na universidade. Focado nessa preocupação, e a partir de intensos movimentos de setores importantes da sociedade, é que o Governo Federal lançou o Programa de Nacional de Assistência Estudantil – PNAES, que possui como um dos objetivos auxiliar os acadêmicos a se manterem no decorrer da graduação. Este artigo apresenta os resultados obtidos pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis da Universidade Federal de Sana Catarina – PRAE, responsável pela implementação do Programa, no período de maio de 2008 a dezembro de 2011, tendo por missão desenvolver ações institucionais, pedagógicas e acadêmicas, direcionadas ao acesso, à permanência e à conclusão de discentes matriculados nos cursos de graduação presenciais da UFSC. A pesquisa, pautada nos relatórios de gestão da Pró-Reitoria e da Universidade, evidencia que os avanços nos resultados foram expressivos, com aumento no número de bolsas permanência, de auxílios moradia, viagens de estudo, auxílios a eventos científicos e de refeições no Restaurante Universitário.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO: B4; CIÊNCIAS AMBIENTAIS: B5; COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO: B5; ECONOMIA: B5; INTERDISCIPLINAR: B5; SOCIOLOGIA: B4. 

 

Publicação e Apoio:

 

 

RGP está indexada em:

 

Instituições de referência para a RGP: