O URBANISMO HIGIENISTA E A IMPLANTAÇÃO DA COMPANHIA DO BEBERIBE E DA DRAINAGE COMPANY LIMITED NA CIDADE DO RECIFE

Carlos Alberto Cunha Miranda

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar aspectos das práticas de cura e seus conflitos na cidade do Recife, na perspectiva de um urbanismo higiênico. O alto índice de epidemias e de insalubridade dos espaços públicos passou a preocupar os médicos, engenheiros e autoridades governamentais que procuraram intervir no espaço urbano, criando serviços de abastecimento de água e de saneamento com a finalidade de modernizar a cidade e atenuar o perigo das doenças que assolavam com frequência a Província de Pernambuco, especialmente a cidade do Recife no século XIX. Neste contexto, procuramos demostrar como os médicos e engenheiros influenciaram no processo de criação de serviços urbanos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO: B4; CIÊNCIAS AMBIENTAIS: B5; COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO: B5; ECONOMIA: B5; INTERDISCIPLINAR: B5; SOCIOLOGIA: B4. 

 

Publicação e Apoio:

 

 

RGP está indexada em:

 

Instituições de referência para a RGP: