O EFEITO DO TRABALHO DO PROFESSOR SOBRE O DESEMPENHO DOS ALUNOS NA PROVA BRASIL DE 2011

Mariana Spalter Moraes, Kalinca Leia Becker

Resumo


Com o objetivo de auxiliar a elaboração de políticas públicas para a educação, muitos estudos estão sendo desenvolvidos para identificar quais atributos podem contribuir para a proficiência dos alunos. Dentre estes atributos, talvez os mais controversos sejam aqueles relacionados aos professores, principalmente porque envolvem questões trabalhistas, como a remuneração e a progressão na carreira. Neste sentido, a proposta deste estudo é analisar a oferta de mão-de-obra e a carreira dos professores do ensino fundamental e, após, analisar a relação entre as características do trabalho do professor e a qualidade do ensino, através de uma equação de proficiência escolar média da turma por professor, utilizando dados da Prova Brasil de 2011. Os resultados indicaram que a oferta de mão-de-obra é, em geral, formada por professores com muitos anos de estudo e experiência. Com relação ao plano de carreira, em geral, os professores com maior qualificação e com maior tempo de trabalho têm os maiores salários. Por fim, observou-se que as turmas de professores com maior qualificação e maior experiência apresentam maior proficiência escolar.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBERNAZ, A.; FERREIRA, F.; FRANCO, C. (2002). Qualidade e equidade na educação fundamental brasileira. Pesquisa e planejamento econômico, v.32, n.3, dez 2002.

BALLOU, D.; PODGURSKY, M. Teacher pay and teacher quality. Kalamazoo, MI: W.E. Upjohn Institute for Employment Research, Aug 1997, v. 55, p. 267-271.

BARROS, R. P.; MENDONÇA, R.; SANTOS, D. D.; QUINTAES, G. (2001). Determinantes do desempenho educacional no Brasil. IPEA (Texto para Discussão 834).

BECKER, K. L.; KASSOUF, A. L. (2011). Diferença salarial e aposentadoria dos professores do ensino fundamental. Economia Aplicada, v. 16, n. 1, 2012, pp. 77-104

CURI, A. Z.; MENEZES-FILHO, N. A. (2009). A Relação entre Educação Pré-Primária, Salários, Escolaridade e Proficiência Escolar no Brasil. Estudos Econômicos, São Paulo, 39(4): 811-850, out-dez 2009

EHRENBERG, Ronald E.; BREWER, Dominic J.; GAMORAN, Adam; WILLMS, J. Douglas. (2001) The Class Size Controversy. Working Paper, No 14, Cornell Hegher Education Research Institute, 2001.

FERRAZ, C. (2009). Sistemas Educacionais Baseados em Desempenho, Metas de Qualidade e a Remuneração de Professores: os Casos de Pernambuco e São Paulo. Educação básica no Brasil: construindo o país do futuro. VELOSO, F; et al. (org) – Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

HANUSHEK, E. GOMES-NETO, J. B. HARBISOM R. W. (1996). Efficiency-enhancing investments in school quality. Opportunity Forgone (Bisdsall and Sabot eds.), 14, 385-424.

HANUSHEK, E.; LUQUE, J. (2003). Efficiency and equity in schools around the world. Economics of Education Review, 22(5):481–582.

HANUSHEK, E.A.; RIVKIN, S.G. How to improve the supply of high quality teachers. Brookings Papers on Education Policy, May 2003, n. 7, p. 7-44.

HERRÁN, C.; RODRIGUES, A. 2000. Educação secundária no Brasil: chegou a hora. Banco Interamericano de Desenvolvimento, 1° edição.

MENEZES-FILHO, N. (2007). Os Determinantes do Desempenho Escolar do Brasil. Instituto Futuro Brasil. Disponível em: http://www.cepe.ecn.br/seminarioiv/download/menezes_filho.pdf

MENEZES FILHO, N. A.; PAZELLO, E. (2007), Do teachers’ wages matter for proficiency? Evidence from a funding reform in Brazil. Economics of Education Review 26 (2007) 660–672

MENEZES-FILHO, N. A.; RIBEIRO, F. P. (2009). Os Determinantes da Melhoria do Rendimento Escolar. Educação básica no Brasil: construindo o país do futuro. VELOSO, F; et al. (org) – Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

MISHEL, L. E ROTHSTEIN, R (2002). The Class Size Debate. Washington: Economc Policy Institure.

OSHIRO, C. H.; SCORZAFAVE, L. G. (2011). Efeito do pagamento de bônus aos professores sobre a proficiência escolar no estado de São Paulo. Anais do 39° Encontro Nacional de Economia, 2011.

RAYMOND, M. E.; FLETCHER, S.; LUQUE, J. A. Teach for America: An evaluation of teacher differences and student outcomes in Houston, Texas. Stanford University: CREDO, Aug 2001.

VEGAS, E.; UMANSKY, I. Improving teaching and learning through effective incentives: lessons from education reforms in Latin America. In: VEGAS, E. (Org.). Incentives to improve teaching: lessons from Latin America. Washington: The World Bank, 2005. p. 1-61.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO: B4; CIÊNCIAS AMBIENTAIS: B5; COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO: B5; ECONOMIA: B5; INTERDISCIPLINAR: B5; SOCIOLOGIA: B4. 

 

Publicação e Apoio:

 

 

RGP está indexada em:

 

Instituições de referência para a RGP: