PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SITUACIONAL: UM INSTRUMENTO PARA FORMAÇÃO E GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS

Jessica Arielle Queiroz Morato, Bruno Cezar Silva

Resumo


Este trabalho tem como objetivo realizar uma breve abordagem do Planejamento Estratégico Situacional
– PES segundo a visão de Carlos Matus e discutir a sua importância para a formação e gestão de políticas
públicas. Para tanto, foi realizada uma pesquisa bibliográfica, na qual efetuou-se, em livros e artigos
científicos, uma investigação sobre os conceitos teóricos do Planejamento Estratégico Situacional - PES
segundo a visão de Carlos Matus, bem como sobre os conceitos do planejamento governamental e das
políticas públicas a partir da visão de diferentes autores. O estudo apresenta as reflexões sobre as limitações
do planejamento normativo ou tradicional e as características do PES, que o diferencia dos modelos de
planejamento normativo. Nas últimas décadas, com as complexidades dos ambientes democráticos, o PES
mostrou-se um método adequado de planejamento governamental. Nesse contexto, este estudo justifica-se
no momento em que busca proporcionar uma reflexão sobre a importância do planejamento, em especial do
PES, como sendo um instrumento que possibilita a gestão pública compreender as reais demandas sociais,
para assim desenvolver ações estratégicas para formação e gestão de políticas públicas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO: B4; CIÊNCIAS AMBIENTAIS: B5; COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO: B5; ECONOMIA: B5; INTERDISCIPLINAR: B5; SOCIOLOGIA: B4. 

 

Publicação e Apoio:

 

 

RGP está indexada em:

 

Instituições de referência para a RGP: