UTILIZAÇÃO DA DVA PARA ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DA RIQUEZA SETORIAL GERADA PELAS EMPRESAS LISTADAS NA BM&FBOVESPA E DISTRIBUÍDA AOS SÓCIOS E ACIONISTAS DURANTE OS MANDATOS PRESIDENCIAIS DE LULA (2007-2010) E DILMA (2011-2014)

Lara Fabiana Dallabona, Sirlene Koprowski, Ana Rita Venzon Fernandes, Gabriela Ramos de Oliveira, Marilei Kroetz

Resumo


O estudo objetivou utilizar a DVA para análise da evolução da riqueza setorial gerada pelas empresas listadas na BM&FBovespa e distribuída aos sócios e acionistas, admitindo como período os mandatos presidenciais de Lula (2007-2010) e Dilma (2011-2014). Realizou-se a coleta e análise das DVAs de 169 empresas listadas na BM&FBovespa e constantes em nove setores econômicos. A pesquisa classifica-se como descritiva, documental e quantitativa. Os resultados demonstraram que durante o governo Lula, seis setores obtiveram a maior distribuição de riqueza para Capitais Próprios no ano de 2010, último ano de governo. Ou seja, percebe-se uma evolução, em sua maioria, crescente no decorrer do referido mandato. Já no mandato de Dilma, quatro setores apresentaram o maior valor de distribuição para os sócios em 2011 (primeiro ano de governo), dois segmentos tiveram este resultado em 2013 e três em 2014. O estudo pretende contribuir com o meio acadêmico, com pesquisas que utilizam a DVA, em relação a sua vertente de distribuição de riqueza aos entes formadores, principalmente os sócios e acionistas, em empresas listadas na BM&FBovespa, possibilitando uma análise dos dados a partir de mandatos presidenciais. 


Palavras-chave


Demonstração de Valor Adicionado. Capitais Próprios. Lula. Dilma

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO: B4; CIÊNCIAS AMBIENTAIS: B5; COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO: B5; ECONOMIA: B5; INTERDISCIPLINAR: B5; SOCIOLOGIA: B4. 

 

Publicação e Apoio:

 

 

RGP está indexada em:

 

Instituições de referência para a RGP: