AVALIAÇÃO DO PRÊMIO SEBRAE PREFEITO EMPREENDEDOR COMO ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO ENDÓGENO: O CASO DO ESTADO DE ALAGOAS

Emerson Rodrigo Gomes Camêlo, Evandro Diego Alves Pinheiro, Fernando Coelho de Carvalho, Antônio Carlos Silva Costa

Resumo


A implementação de práticas empreendedoras no âmbito dos entes e organizações públicas agrega um impacto significativo no desenvolvimento destes organismos, principalmente no aspecto econômico dos municípios brasileiros que, em sua grande maioria, passam ao largo da autossuficiência. No Brasil, várias instituições desempenham ações voltadas ao empreendedorismo em todos os níveis de governo, onde podemos destacar o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae que em 2001 criou o Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor, premiando aqueles prefeitos que se sobressaem por implementar práticas inovadoras de inclusão na produção local. O presente artigo tem como objetivo avaliar se os municípios vencedores do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor no estado de Alagoas apresentaram melhores resultados em indicadores que estão relacionados com políticas públicas de fomento ao empreendedorismo e ao desenvolvimento endógeno. Os resultados indicam que no intervalo entre 2012 e 2013, período de avaliação do prêmio, os municípios premiados tiveram em sua grande maioria resultados elevados tanto em relação aos períodos posteriores, quanto em relação aos dados estaduais. Entretanto, nos períodos posteriores, os resultados acompanharam os valores das médias do estado de Alagoas, ocorrendo pequenas variações.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO: B4; CIÊNCIAS AMBIENTAIS: B5; COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO: B5; ECONOMIA: B5; INTERDISCIPLINAR: B5; SOCIOLOGIA: B4. 

 

Publicação e Apoio:

 

 

RGP está indexada em:

 

Instituições de referência para a RGP: