O texto expositivo-argumentativo: reflexão sobre o género e o agir do aluno.

Carla Teixeira

Resumo


Este trabalho, realizado no âmbito do Interacionismo Sociodiscursivo, combina uma reflexão sobre a noção de género textual com a observação do agir do aluno, em particular, em momentos de escrita do texto expositivo-argumentativo, de correção do trabalho do colega e através de um questionário. É de admitir que uma metodologia descendente, assente num princípio retórico-hermenêutico, defendido por autores como Rastier e Bronkcart, deva estar subjacente ao ensino do género, articulando, o texto, como ponto de partida da aprendizagem, com o ensino da língua.

Texto completo:

PDF

Referências


ADAM, Jean-Michel. Linguistique textuelle. Des Genres de Discours aux Textes. Paris: Nathan, 1995.

ADAM, Jean-Michel. La Linguistique textuelle. Introduction à l’analyse textuelle des discours. Armand Colin, 2005.

BRONCKART, Jean-Paul. Textos e Discursos. Por um Interacionismo Sócio-discursivo. PUC-SP: EDUC, 2003.

BRONCKART, Jean-Paul. Atividade de linguagem, textos e discursos. Por um interacionismo sócio-discursivo. PUC-SP: EDUC, 2004.

BRONCKART, Jean-Paul. Du texte à la langue, et retour: notes pour une «re-configuration» de la didactique du français. In: Pratiques, 2008a, pp. 97-116.

BRONCKART, Jean-Paul. Genre de textes, types de discours et “degrés” de langue. In: Texto! Janvier, vol. XIII, nº 1, 2008b. Disponível em: http://www.revue-texto.net/index.php?id=86. Acesso em 19 jul. 2013.

BUESCU, Helena C. (coord.). Programa e Metas Curriculares de Português – Ensino Secundário, 2014. Disponível em: http://www.dge.mec.pt/metascurriculares/?s=directorio&pid=60. Consultado a 29.06.2014.

BULEA, Ecaterina & BRONCKART, Jean-Paul. Les représentations de l’agir enseignant dans le cadre du genre entretien. In: Raído, v.6, nº 11. Dourados, 2012, pp. 131-149.

COELHO, Maria da Conceição (coord.). Programa de Português 10.º, 11.º e 12.º anos. Cursos Científico-Humanísticos e Cursos Tecnológicos. Ministério da Educação, Departamento do Ensino Secundário. Homologação: 23/05/2001 (10º ano), 25/03/2002 (11º e 12º ano). Disponível em: http://www.google.pt/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&ved=0CB4QFjAA&url=http%3A%2F%2Fwww.dgidc.min-edu.pt%2Fdata%2Fensinosecundario%2FProgramas%2Fportugues_10_11_12.pdf&ei=dLC0U5mnN4fX7AbSooGAAQ&usg=AFQjCNHovvTdDHBDgZqZ6vrL7k0fXx04dA&bvm=bv.70138588,d.bGQ&cad=rja. Consultado a 29.06.2014.

GAVE- Gabinete de Avaliação Educacional (2012). Exame Final Nacional do Ensino Secundário. Prova Escrita de Português, 12º Ano de Escolaridade. Prova 639/1.ª Fase. Ministério da Educação e Ciência. Governo de Portugal.

IAVE-Instituto de Avaliação Educativa, I.P. (2014) Exame Final Nacional do Ensino Secundário. Prova Escrita de Português, 12º Ano de Escolaridade. Prova 639/1.ª Fase. Ministério da Educação e Ciência. Governo de Portugal.

Disponível em: http://cdn.gave.min-edu.pt/files/557/EX-Port639-F1-2014-V1.pdf. Consultado a 19.06.2014.

LEHRAUS, Katia & BUCHS, Céline. Les interactions entre pairs dans les dispositifs structurés selon les príncipes de l’apprentissage coopératif. In: MIRANDA, Florencia. Textos e Géneros em Diálogo — Uma abordagem linguística da intertextualização. FCG/FCT, 2004.

RASTIER, François. Arts et sciences du texte. Paris: PUF, 2001.

SCHNEUWLY, Bernard & DOLZ, Joaquim. Os gêneros escolares. Das práticas de linguagem aos objetos de ensino. In: Rev. Bras. Educ., nº11, 1999, pp. 5-16. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/pdf/rbedu/n11/n11a02.pdf. Consultado a 29.06.2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.19134/eutomia-v1i13p697-717

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Números Anteriores de Eutomia

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional