Aborto e biopolítica: a ADPF 442 no entrecruzamento da sociedade disciplinar e sociedade de controle

Laira Rocha Tenca

Resumo


 Devido a mobilização recente de manifestações públicas de diversos setores, por ocasião da convocação de Audiência Pública pela Ministra Rosa Weber a respeito do aborto, resultante da ADPF 442, bem como da aprovação de Projeto de Lei que legaliza a prática na Argentina, este ensaio possui como objetivo fazer uma leitura da criminalização do aborto como uma prática de exercício de biopoder, através da utilização da bipolitica em uma sociedade disciplinar e de controle, destacando-se os tipos de narrativas e dispositivos mobilizados por biopoderes distintos, através da identificação dos mesmos no ADPF. Para maior compreensão, opera-se o movimento de descrição e análise das falas de resistência na temática sobre aborto, presentes no corpus composto por postagens em páginas de evento no Facebook de atos de rua realizados neste período de junho e julho de agosto de 2018. 


Palavras-chave


análise do discurso; biopolítica; aborto

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Laira Rocha Tenca