A Primeira Onda feminista no Brasil: uma análise a partir do jornal “A Família” do século XIX (1888-1894)

Nayara Aparecida Moura

Resumo


O movimento feminista surge na Europa no século XVIII, fruto de uma onda de questionamentos e inquietações femininas provocadas pelo fim do isolamento doméstico causado pela Revolução Industrial e pelos ideais de igualdade vindos da Revolução Francesa. Esse momento inicial do movimento feminista é conhecido como a “Primeira Onda” e chegou ao Brasil no século XIX. As feministas dessa onda utilizaram as letras como estratégia de militância na luta pela emancipação feminina e pela conquista de direitos. Ao adentrar gradualmente no universo jornalístico tradicionalmente masculino, as mulheres ganharam visibilidade, força e espaço para suas lutas de gênero. Nessa perspectiva, buscou-se investigar e analisar a Primeira Onda do movimento feminista no Brasil através do jornal A Família, veiculado inicialmente em São Paulo e depois no Rio de Janeiro. Criando uma rede feminista que contava com a participação de mulheres de norte a sul do Brasil, o jornal criado por Josephina Álvares de Azevedo foi importante para incentivar a emancipação das mulheres do final do século XIX, lutar por direitos e divulgar as conquistas femininas ao redor do país.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Guilherme Figueredo Benzaquen