O paradoxo da democracia nas relações raciais: uma leitura de "A Integração do Negro na Sociedade de Classes"

Lara Maria Alves Falcão

Resumo


Este artigo consiste em um estudo temático da obra A integração do negro na sociedade de classes, com o objetivo de mapear as percepções dos informantes de Fernandes acerca da contradição entre a nova ordem social competitiva e o padrão de relações raciais vigente, observando se eles faziam menção a leis e direitos em suas manifestações. Identificamos que a percepção sobre esse descompasso, ainda que sempre heterogênea, variava de forma substancial de acordo com a raça dos informantes; ainda, que em alguns momentos leis específicas ganham destaque nas manifestações enquanto em outros o enfoque é sobre a atuação das instituições republicanas. De forma geral, apontamos que Florestan Fernandes oferece elementos teóricos importantes para pensar a sensibilidade diferencial de grupos sociais às contradições entre a ordem social e os padrões de relações raciais.


Palavras-chave


Florestan Fernandes; ordem social; relações raciais; democracia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Lara Maria Alves Falcão