RELAÇÃO CLIMA E ESCOAMENTO SUPERFICIAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PIRAPAMA – PE

Cláudio Antonio Vieira Da Silva, Josicleda Domiciano Galvincio

Resumo


A intervenção do homem na natureza, sobretudo a partir da Revolução Industrial, fez o Planeta experimentar variações climáticas mais frequentes e temporalmente menores, acarretando grandes consequências no ciclo hidrológico e gestão dos recursos hídricos. O objetivo deste estudo foi analisar os impactos das mudanças climáticas no ciclo hidrológico da bacia hidrográficas do Rio Pirapama, a partir do modelo hidrológico de balanço hídrico mensal semi-distribuído e com isso gerar simulações climáticas. A simulação é efetuado para um aumento de 0,2°C por década. O modelo se mostra bastante eficiente em identificar os impactos das mudanças climáticas em nível de bacias hidrográficas. O aumento de temperatura de até 1,80C provocará diminuição dos picos e aumento das vazões mínimas. O aumento de temperatura provocará maiores impactos no escoamento superficial das áreas sub-úmidas do que nas áreas úmidas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5935/1984-2295.20090008

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Qualis B1 na Geografia.