Valores Instantâneos da Temperatura da Superfície Terrestre na Cidade de Maceió-AL Utilizando Imagens do Satélite TM/Landsat 5

Taciana Lima Araujo, Frederico Tejo Di Pace

Resumo


O trabalho proposto estima, mediante dados de imagens multiespectrais do Landsat 5-TM, a temperatura da superfície terrestre da cidade de Maceió, relacionando-os com a malha urbana. Maceió nos últimos 30 anos teve seu crescimento areal intensificado, o que resulta na substituição de áreas verdes por uma zona urbana edificada, alterando o relevo, impermeabilizando o solo, e em consequência, a diminuição da participação do fluxo de calor no solo do balanço de energia na superfície e o aumento do fluxo de calor sensível, responsável pela sensação térmica sentida. Portanto, mudanças locais causadas por edificações e ocupações inadequadas provocaram alterações no conforto urbano. As imagens utilizadas são compostas por sete bandas espectrais, referentes aos dias 11 de junho de 1990, 21 de setembro de 1998 e 03 de setembro de 2003. Os cálculos foram realizados com a utilização do software ERDAS 8.5. A temperatura da superfície terrestre estimada foi maior para o ano de 1998 sendo de 26,96°C seu valor médio e para os anos de 1990 e 2003 foi praticamente a mesma, sendo de 24,19°C e 24,90°C, respectivamente.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v3.2.p104-111



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License