Avaliação da Degradação Ambiental na Região do Araripe Pernambucano Utilizando Técnicas de Sensoriamento Remoto (Evaluation of the Environmental Degradation in the Araripe from Pernambuco Area Using Techniques of Remote Sensing)

Ivan Ighour Silva Sá, Josiclêda Domiciano Galvíncio, Magna Soelma Beserra de Moura, Iêdo Sá

Resumo


A utilização da Caatinga na Região do Araripe Pernambucano, semi-árido do Brasil, ainda se fundamenta em processos meramente extrativistas para a obtenção de produtos de origem pastoril, agrícola e madeireiro. Desta forma, a atuação sobre a cobertura vegetal produz desequilíbrio no meio ambiente, pois remove a proteção do solo. Há em nível mundial preocupação com a degradação do meio ambiente nas regiões áridas, semi-áridas e sub-úmidas secas, pois podem desencadear processos de desertificação. Desta forma, a hipótese que orientou este trabalho é de que a degradação nesta região está desencadeando processos de desertificação. Para se avaliar a desertificação foi utilizado o IVDN (Índice de Vegetação por Diferença Normalizada) e as mudanças no ambiente através da análise por componentes principais, ocorridas no período entre 1998-2008. Foram constatados quatro níveis de cobertura do solo: vegetação rala, semi-rala, semi-densa e densa. O desmatamento da região é da ordem de 1.143,74 km² (16,14%), enquanto que 1.119,77 km² (15,80%) da cobertura vegetal encontram-se em estádio de regeneração. As classes mapeadas com processo de desertificação na região do Araripe Pernambucano estão assim distribuídas: 9,9 km² (0,13%) com grau muito severo, 953,15 km² (13,46%), severo, 2.057,87 km² (29,05%), moderado e 4.063,43 km² (57,36%), fraco.

Palavras - chave: Componentes principais, desmatamento, desertificação

 

Evaluation of the Environmental Degradation in the Araripe from Pernambuco Area Using Techniques of Remote Sensing

 

ABSTRACT

The use of Caatinga in the Area of Araripe From Pernambuco, semi-arid of Brazil, it is still based in processes for the firewood obtaining, wood and products of animal and agricultural origin. This way, the performance on the vegetable covering produces unbalance in the environment, because it removes the protection of the soil. There is in level world concern with the degradation of the environment in the areas arid, semi-arid and sub-humid droughts, because they can unchain desertification processes. In this way, the hypothesis that guided this work it is that the degradation in this area is unchaining desertification processes. To evaluate the desertification IVDN it was used (Index of Vegetation for Normalized Difference) and the changes in the landscape through the analysis for main components, happened in the period among 1998-2008. Four levels of covering of the soil were verified: vegetation grates, it semi-grates, semi-dense and dense. The removal of the vegetable cover in the area is of the order of 1.143,74 km² (16,14%), while 1.119,77 km² (15,80%) of the vegetable covering they meet in regeneration stadium. The classes mapping with desertification process in the area of Araripe From Pernambuco is like this distributed: 9,9 km² (0,13%) with very severe degree, 953,15 km² (13,46%), severe, 2.057,87 km² (29,05%), moderate and 4.063,43 km² (57,36%), weak.

Keywords: Principal components, removal of the vegetable covering, desertification


Palavras-chave


Desertificação; caatinga; vegetação; seca

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v4.6.p1292-1314



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License