A Condição das Mulheres Diante das Situações de Desastres Naturais (The Women Condition Facing Situations of Natural Disaster)

Maria de Loudes de Carvalho Fragoso, Vitória Régia Fernandes Gehlen, Tarcísio Augusto Alves da Silva

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo discutir a condição das mulheres em situação de desastres naturais. A problemática está relacionada às enchentes e inundações ocorridas na Região da Mata Sul de Pernambuco e busca, a partir da análise bibliográfica, verificar como as mulheres em situação de vulnerabilidade socioambiental que vivenciaram as enchentes e inundações respondem aos impactos destrutivos desses eventos para ao final podermos apresentar uma agenda de pesquisa relacionada ao problema.  O trabalho, de caráter teórico, foi construído a partir do levantamento de dados bibliográficos e seu resultado conclui que a vulnerabilidade aos desastres é socialmente construída e está relacionada a padrões socioeconômicos, culturais, ambientais, de segurança e de acesso a informação, sendo suas consequências distribuídas de forma desigual entre homens e mulheres. No enfrentamento das catástrofes as mulheres, mesmo sendo vítimas de danos maiores que os homens adotam diferentes estratégias e tentam reconstruir a teia que liga as suas vidas a responsabilidade na manutenção e reprodução da família. Observa-se na região carência de implementação e execução de políticas públicas direcionadas ao atendimento as mulheres em situação de emergência provocada por desastres naturais. Por fim, o artigo indica a relevância de uma agenda de estudos sobre as desigualdades de gênero na Mata Sul como forma de evidenciar os impactos negativos provenientes do desastre socioambiental ocorrido na Região, o qual atinge de formas diferenciadas a vida feminina e masculina.

Palavras - chave: Desastres naturais, Desigualdades de gêneros, Gênero e Meio Ambiente, Políticas Públicas.

 

The Women Condition Facing Situations of Natural Disaster

 

ABSTRACT

The present paper has as objective the discussion about the condition of women in situations of natural disasters. The problem is related to the floods in the Mata Sul Region of Pernambuco and, from the literature analysis, it search to verify how women, in situation of socioenvironmental vulnerability, that have experienced flooding respond to destructive impacts of these events to, it the end, it be possible to present a research agenda related to the problem. The work, of a theoretical character, was built from the bibliographic data collection and its result concludes that the vulnerability to disaster is socially constructed and it is related to socioeconomic, cultural, environmental and security patterns and pattern of access to information, being their consequences unevenly distributed between men and women. In coping with catastrophes, women, even being victims of further damage that men, they adopt different strategies and try to reconstruct the web that connects their lives responsibility in the maintenance and reproduction of the family. It is observed in the region lack of implementation and execution of public policies directed to the treatment of women in emergency situations caused by natural disasters. Finally, the article indicates the relevance of a research agenda about gender inequalities in the Mata Sul as a way to highlight the negative impacts of the environmental disaster occurred in the region, which affects in different ways the male and female life.

Keywords: Natural disasters, gender inequalities, Gender and Environment, Public Policy.


Palavras-chave


Desastres naturais, Desigualdades de gêneros, Gênero e Meio Ambiente, Políticas Públicas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v5.3.p473-487



      

Revista Brasileira de Geografia Física - ISSN: 1984-2295

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License